Capa da Página Em Minas, 30% das cidades estão em alerta para infestação do Aedes aegypti - Destaques - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 16º MIN 24º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Destaques

09/11/2019 às 09:02h

Em Minas, 30% das cidades estão em alerta para infestação do Aedes aegypti

Facebook

Minas Gerais tem 242 cidades em situação de alerta para infestação do Aedes aegypti, responsável pela transmissão de dengue, zika e chikungunya, e 15 em situação de risco para ocorrência de surto do mosquito. Números preliminares do mês de outubro, contabilizados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) e divulgados na quinta-feira (7), mostram que esses municípios fazem parte do grupo de 803 que enviaram informações a pasta. Estão em condição "satisfatória" outros 546.

Os dados foram obtidos por meio do Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti (LIRAa) e o Levantamento de Índice Amostral (LIA), métodos de amostragem e mapeamento dos índices de infestação, além do aegypti, do Aedes albopictus. De acordo com a secretaria, os criadouros para testes foram agrupados em depósitos de água, domiciliares e lixo. 

Conforme a publicação feita pela SES-MG, os depósitos de água foram identificados como criadouros predominantes em 272 municípios, isto é, 33% dos municípios que notificaram a pasta. Depósitos domiciliares foram predominantes em 197 (24%) e lixo em 82 (10%). "Municípios sem depósitos encontrados ou sem informações totalizaram 252", dizia o texto. 

"Vale destacar que foram encontrados foco do Aedes em depósitos de água em 407 municípios; 365 municípios apresentaram focos em depósitos domiciliares e 280 municípios apresentaram focos no lixo", completava a publicação da secretaria. Clique aqui e confira.

Fonte: Hoje em Dia

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: