Capa da Página Garotinha de 3 anos morre vítima de meningite na Zona da Mata - Destaques - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 13º MIN 37º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Destaques

22/08/2019 às 09:01h

Garotinha de 3 anos morre vítima de meningite na Zona da Mata

Facebook

Exames médicos confirmaram que meningite foi a causa da morte de uma menina de 3 anos, na manhã desta quarta-feira (21), em um hospital de Muriaé, na Zona da Mata. A informação é da Secretaria de Saúde da cidade, que lamentou a morte e tranquilizou a população sobre a possibilidade de um surto, que foi praticamente descartada pela pasta. 

Segundo nota divulgada pela prefeitura do município, a morte foi registrada no Hospital São Paulo."A menina foi internada na terça-feira (20) no HSP. Exames laboratoriais comprovaram a causa do óbito como sendo meningite por haemófilos influenza, uma infecção bacteriana aguda das meninges. Familiares, pessoas íntimas, profissionais da educação e de saúde e alunos que tiveram contato com a menina vão receber quimioprofilaxia por rifampicina, procedimento indicado para os contactantes íntimos expostos até sete dias do início dos sintomas", diz o texto. 

Conforme o infectologista do Setor de Epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde, Daniel Licy, trata-se de um caso extremamente raro e todas as ações necessárias estão sendo realizadas desde esta manhã na escola particular frequentada pela criança.

Ainda de acordo com ele, o causador da doença, a bactéria haemófilos influenza, está contemplado no calendário obrigatório de vacinação. "Temos mais de 90% de cobertura na cidade. Do ponto de vista da epidemiologia de Muriaé, nas últimas duas décadas a gente não teve nenhum caso de meningite por Hemófilos. É um caso único e vamos tratá-lo dessa forma", disse Daniel Licy.

Ainda conforme a secretaria, foi solicitado à escola as informações sobre o estado vacinal de todas as pessoas que tiveram contato com a menina, para que as ações necessárias e possíveis imunizações aconteçam. "A Secretaria Municipal de Saúde informa que não há motivo para pânico e reforça que este é um caso isolado e raro. Mais uma vez, a prefeitura lamenta o falecimento da criança e transmite a seus familiares os sinceros sentimentos de pesar", conclui.

Fonte: Hoje em Dia

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: