Capa da Página Supermercados terão 3,5 mil temporários para reforçar o Natal - Economia - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 17º MIN 30º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Economia

16/10/2019 às 09:16h

Supermercados terão 3,5 mil temporários para reforçar o Natal

Facebook

As redes mineiras de supermercados e fornecedores do setor devem abrir 3.500 vagas por tempo determinado para reforçar o atendimento dos consumidores durante as festas de Natal. Os temporários vão desempenhar, principalmente, funções de balcão, embaladores, operadores de caixa, repositores e tarefas diversas em açougue e padaria.

A estimativa foi divulgada ontem pela Associação Mineira de Supermercados (Amis), que fez sondagens junto às empresas, constatando que 40,6% delas vão admitir trabalhadores por contrato neste fim de ano.

As contratações diretas dos supermercados vão somar 1,6 mil pessoas, representando 2% do quadro de pessoal fixo das redes. Aquelas empresas que decidiram não promover a ampliação temporária dos empregos informaram ter ajustado o período de férias concedidas ao longo do ano para contar com toda a equipe em dezembro.

Ainda segundo a Amis, cerca de 15% dos temporários costuma ser integrados de forma definitiva ao quadro das empresas. Os supermercadistas mineiros trabalham com projeções de crescimento de 3,5% do setor em 2019, tendo em vista a recuperação do emprego, embora ainda muito lenta, e a inflação baixa.

O percentual resultou de consulta feita a 150 empresários de todo o estado na primeira semana deste mês. Para dezembro, as vendas, tendem a aumentar 20% frente ao mês anterior, com base em dados históricos acompanhados pela instituição.

Apesar de a sazonalidade dos negócios puxar a venda geral das redes, a aposta delas está voltada para os produtos típicos da época. Na venda de panetone, por exemplo, é esperada expansão de 10% sobre o Natal de 2018. A linha de vinhos, outro produto com demanda reforçada em dezembro, deverá registrar vendas de 7% maiores, incluindo itens nacionais e importados.

Ainda no segmento de bebidas, os supermercados preveem crescimento de 8% nas vendas de cervejas. O destaque deverá ser o maior crescimento na categoria Premium, na visão das empresas consultadas pela Amis. As “bebidas quentes” deverão puxar crescimento de 4% nas vendas.

As aves típicas da mesa de Natal, exceto peru, terão sua procura ampliada em 6%; enquanto as carnes tradicionais, incluindo lombo e pernil, deverão apresentar desempenho 10% melhor, como verificou a pesquisa. Para as vendas do peru, as redes esperam estabilidade, frente a 2018.

O setor mantém em Minas 7,3 mil lojas e deve encerrar 2019 com outros 70 mil pontos de vendas. No ano passado, faturou R$ 35,8 bilhões, crescimento de 2,98% ante 2017. O número de empregados é de 197,6 mil.

Boa notícia

15%

É o percentual estimado de efetivação dos trabalhadores com contrato por tempo determinado.

Fonte: em.com.br

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: