Capa da Página Atlético volta ao Jalisco, palco histórico para Seleção - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 16º MIN 30º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

14/04/2015

Atlético volta ao Jalisco, palco histórico para Seleção

Facebook

O estádio Jalisco, em Guadalajara, no México, onde Atlas e Atlético se enfrentam nesta quarta-feira pela Libertadores, é cheio de histórias do futebol brasileiro. Já recebeu jogos do Galo, ajudou a construir trajetória vitoriosa do Brasil em Copas do Mundo e foi palco de um gol do técnico atleticano Levir Culpi.
O Atlético volta ao Jalisco depois de quase 20 anos. A última vez que o time jogou no tradicional estádio foi em agosto de 1995. O Alvinegro, que tinha Taffarel no gol, ficou no empate por 3 a 3 com o Chivas Guadalajara, em amistoso, gols de Cairo, Euller e Ézio.

Antes, em julho de 1972, a equipe, então comandada por Telê Santana, havia realizado outros dois amistosos. O primeiro contra a Seleção Mexicana ficou 0 a 0. Depois, o adversário foi o Colônia, da Alemanha. Novo empate, desta vez por 1 a 1. O gol do Galo foi marcado por Dario.

Agora, o Jalisco vai receber o primeiro jogo oficial do Atlético. Uma vitória sobre o Atlas deixa o time dependendo apenas de suas forças para avançar às oitavas de final da Libertadores. Na rodada final, o Galo recebe o Colo Colo em Belo Horizonte.

Seleção Brasileira

O Jalisco, inaugurado em 31 de janeiro de 1960 e com capacidade para 56.713 pessoas, é mítico para a Seleção Brasileira. Na conquista da Copa do Mundo de 1970, o Brasil fez toda a caminhada para chegar à final em Guadalajara (a decisão, contra a Itália, foi disputada no Estádio Azteca, na Cidade do México). No estádio, o Brasil venceu a Tchecoslováquia (4 a 1), a Inglaterra (1 a 0), a Romênia (3 a 2), o Peru (4 a 2) e o Uruguai (3 a 1).

O local ainda recebeu mais cinco jogos da Seleção na Copa de 1986: vitórias sobre a Espanha (1 a 0), a Argélia (1 a 0), a Irlanda do Norte (3 a 0) e a Polônia (4 a 0). Porém, nas quartas de final, após empate por 1 a 1, o Brasil foi eliminado pela Franças nos pênaltis.

Gol de Levir

O Jalisco também está na memória de Levir Culpi. Em 1980, quando jogava pelo Atlante, o treinador revela ter marcado um gol no palco que vai receber Galo x Atlas. “Eu fiz um gol no Jalisco, quando eu jogava no Atlante, da Cidade do México. Eu fiquei um ano e meio no México e fiz um gol lá. Espero que possa passar alguma coisa para os jogadores. Às vezes, eles não vão fazer um gol tão bonito como eu fiz, mas quem sabe né... Vamos torcer por eles”, recordou Levir, sem perder o bom humor.

Fonte: Superespores

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: