Capa da Página Com time reserva, Cruzeiro vence Tombense e mantém invencibilidade no Campeonato Mineiro - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 14º MIN 26º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

CRUZEIRO MG

Com time reserva, Cruzeiro vence Tombense e mantém invencibilidade no Campeonato Mineiro

11/03/2019 às 07:46h

Facebook

Com chances para os jogadores reservas, o Cruzeiro cumpriu sua missão e venceu o Tombense por 2 a 0, neste domingo, no Mineirão, pela nona rodada do Campeonato Mineiro. O grande destaque do time foi o goleiro Rafael, que fez quatro grandes defesas no segundo tempo, entre elas em uma cobrança de pênalti do meia Juan. Também alcançaram rendimento satisfatório o atacante David, autor do segundo gol, e o lateral-esquerdo Dodô, responsável pela assistência. O primeiro tento foi de Sassá, em cobrança de pênalti.

No Estadual, o Cruzeiro chegou a 19 pontos, dois a menos que o vice-líder, América, e a três do líder, Atlético. As chances de o time celeste terminar a fase classificatória na primeira colocação são remotas. Além de vencer Tupi (fora) e Caldense (casa), a Raposa precisará torcer por empate entre Galo e Coelho, na 10ª rodada, e por tropeços dos dois rivais diante de Tupynambás e Guarani no encerramento da primeira fase.

Se alcançar o topo da tabela no Estadual está difícil, ser o primeiro na Copa Libertadores é realidade. Nesta quarta-feira, às 19h15, o Cruzeiro receberá o Deportivo Lara, da Venezuela, pela segunda rodada do Grupo B. Os comandados de Mano Menezes estrearam com vitória por 1 a 0 sobre o Huracán, na Argentina, enquanto o time venezuelano empatou em casa com o Emelec, do Equador: 0 a 0.


O jogo

A comissão técnica do Cruzeiro já havia adiantado que escalaria um time alternativo contra o Tombense. Vários titulares ganharam descanso neste domingo por causa da partida contra o Deportivo Lara pela Libertadores. Até mesmo o goleiro Fábio, presente nos nove jogos anteriores, ficou fora. Rafael foi titular e teve Vitor

Eudes como suplente.

O meia Thiago Neves, recuperado de estiramento muscular na panturrilha direita, voltou a ser titular. O zagueiro Dedé, que cumpriu suspensão na Libertadores, também começou jogando. Mano Menezes concedeu ainda a primeira oportunidade a Fabrício Bruno entre os 11 iniciais, além de colocar Sassá como centroavante. No banco de reservas, as novidades eram os pratas da casa Michel e Vinícius Popó.

O Cruzeiro foi escalado no habitual 4-2-3-1, com Jadson aberto pelo lado direito e David na esquerda. Lucas Silva e Ariel Cabral formaram a dupla de volantes. Desde o começo da partida, o time teve ampla superioridade na posse de bola. Em dado momento, segundo o Footstats, o índice chegou a 65%.

Com mais volume de jogo, a Raposa chegou fácil ao campo de ataque. Aos 14min, David dominou a bola na grande área, tentou fintar Rodrigo e acabou derrubado. Pênalti. Na cobrança, Sassá bateu colocado, entre o centro da meta e o canto esquerdo. Felipe caiu para a direita. Gol do Cruzeiro:1 a 0.

Apesar de ter trabalhado pouco na etapa inicial, o goleiro Rafael se saiu bem quando foi exigido. Como aos 19min, em falta cobrada por baixo da barreira pelo meia Juan. Antes, aos 12min, a ‘sombra’ de Fábio havia aparecido muito bem ao espalmar uma bola chutada do lado esquerdo.

Já o Cruzeiro continuou em cima, disposto a buscar o segundo gol. Aos 23min, Thiago Neves chegou a balançar a rede em toque por cobertura, porém o assistente de arbitragem Marcus Vinícius Gomes marcou impedimento corretamente. Aos 26min, David recebeu na grande área e bateu firme para boa defesa de Felipe.

Aos 33min, um susto para a torcida do Cruzeiro. Thiago Neves caiu no gramado com a mão na panturrilha direita, a mesma das duas últimas lesões, e foi substituído por Marquinhos Gabriel após receber atendimento médico. Em curta declaração à Rádio Itatiaia no intervalo do jogo, o próprio atleta tranquilizou a situação. “Não houve fisgada, menos mal”.

No restante do primeiro tempo, o Cruzeiro teve dois gols anulados. Marcus Vinícius Gomes acertou ao invalidar o lance de David, pois Dodô, responsável pela assistência, encontrava-se em posição irregular. Contudo, o assistente se equivocou aos 44min, quando Marquinhos Gabriel finalizou por cima do goleiro Felipe após lançamento do zagueiro Fabrício Bruno.

Na etapa complementar, Sassá desperdiçou ótima chance de fazer o segundo gol. Ele chegou um pouco atrasado até a bola tocada por David e concluiu de carrinho para fora. Quem não perdeu a oportunidade foi David. Aos 10min, o camisa 11 puxou contra-ataque no meio-campo, tabelou com Dodô e arrematou rasteiro no canto esquerdo de Felipe:2 a 0.

Depois de ampliar o placar, o Cruzeiro freou suas ações e permitiu que o Tombense avançasse com perigo. Eis que brilhou a estrela do goleiro Rafael. Aos 15min, ele saltou no ângulo esquerdo para espalmar a bola chutada por Juan, após falha bisonha de Dedé. No minuto seguinte, trabalhou bem ao defender a finalização forte de Everton. O Gavião-carcará seguiu apostando em arremates de longa distância, mas Rafael pegou todos.

O técnico Mano Menezes tentou dar sangue novo ao Cruzeiro com as entradas de Renato Kayzer e Vinícius Popó nos lugares de David e Sassá. Só que o Tombense continuou em cima, em busca de diminuir o placar, para possivelmente tentar buscar o empate depois. Aos 36min, o árbitro Felipe Fernandes de Lima marcou pênalti de Marquinhos Gabriel em Rodrigo. Rafael consolidou a grande atuação ao acertar o canto direito e defender a cobrança de Juan.

CRUZEIRO 2X0 TOMBENSE
Fonte: Super Esportes

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: