Capa da Página Cruzeiro é penalizado pelos erros defensivos e empata com Atlético-PR - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 16º MIN 24º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

15/10/2015

Cruzeiro é penalizado pelos erros defensivos e empata com Atlético-PR

Facebook

O Cruzeiro até jogou bem, sobretudo no segundo tempo, mas acabou sendo penalizado por erros defensivos e não passou de um empate em 2 a 2 contra o Atlético-PR nesta quarta-feira, na Arena da Baixada, em Curitiba. Ewandro e Bruno Pereirinha marcaram para os donos da casa, enquanto Fabrício e Arrascaeta igualaram o marcador para a Raposa.

Com o placar, o Cruzeiro segue na 13ª colocação do Campeonato Brasileiro com 38 pontos, cinco a mais que o Coritiba, primeiro time integrante da zona de rebaixamento.

No domingo, às 11h, o Cruzeiro busca a reabilitação diante do Fluminense, no Mineirão. Para a partida, o técnico Mano Menezes terá o reforço do atacante Willian, que cumpriu suspensão por ter sofrido o terceiro cartão amarelo.

O jogo
Atlético-PR e Cruzeiro protagonizaram um primeiro tempo muito fraco tecnicamente na Arena da Baixada. Tanto os donos da casa quanto o time estrelado não se encontravam em campo.

Foram muitos os erros de passes de ambos os times. Desfalcado de Willian, principal artilheiro da equipe na Era Mano Menezes, o Cruzeiro encontrou muitas dificuldades para penetrar a área do Furacão. O trio de ataque formado por Leandro Damião, Marinho e Allano não se entendiam.

Lance de perigo mesmo apenas aos 36 minutos. E foi justamente que originou o gol do Atlético-PR. Matheus Ribeiro cruzou na segunda trave e achou Walter, que pegou de primeira e obrigou Fábio a fazer uma grande defesa. A bola bate na trave e sobra no meio da área para Ewandro completar para as redes.

Depois de sofrer o gol, o Cruzeiro conseguiu criar duas chances. Primeiro aos 38 com Marinho. O atacante apareceu livre nas costas da defesa, carregou, mas na hora da finalização, acabou sendo impedido por Kadu, desperdiçando grande oportunidade.

O time celeste teve outra oportunidade também aos 41 minutos, com Fabiano, em cobrança de falta. O lateral bateu rasteiro, no canto, mas Weverton fez grande defesa em dois tempos.

Pressão
No segundo tempo, insatisfeito com o rendimento do time, o técnico Mano Menezes promoveu a entrada do uruguaio Arrascaeta na vaga do apagado Marinho. A mexida surtiu efeito. Com a mudança, o Cruzeiro ganhou mais movimentação e criatividade e passou a pressionar o Atlético-PR.

Foram várias as oportunidades de igualar o placar. Aos seis minutos, o lateral Fabrício cabeceou e obrigou o goleiro Weverton a fazer grande defesa. Um minuto depois, Arrascaeta ganhou na esquerda, invadiu a área e bateu forte. A bola explodiu na zaga e saiu pela linha de fundo.

Aos oito, o uruguaio voltou a fazer grande jogada individual e invadiu a área, mas o goleiro do Furacão sai nos pés do meia e isolou a bola.

E o camisa 1 do Atlético-PR estava em uma noite inspirada. Após cruzamento de Fabiano, Leandro Damião cabeceou livre e o goleiro do Furacão fez mais uma grande defesa, aos 18 minutos.

De tanto insistir, o Cruzeiro chegou ao empate aos 28 minutos, com Fabrício, em bela cobrança de falta. A bola passou pela barreira e enganou Weverton.

Mas a pressão do Cruzeiro acabou sendo interrompida aos 34 minutos. Bruno Pereirinha, que tinha acabado de entrar, aproveitou sobra de bola e pegou de primeira. A bola quicou na frente de Fábio e morreu nas redes.

Cinco minutos depois, Marcos Vinicius cobrou falta com pressa e achou Fabiano na direita. O lateral cruzou rasteiro, a bola sobrou para Arrascaeta apenas empurrar para o gol.

Após o gol, o Cruzeiro teve mais chances, mas o placar não passou de 2 a 2.

Fonte: Hoje em Dia

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: