Capa da Página Cruzeiro leva gol no fim, é derrotado pelo Emelec e termina fase de grupos com segunda melhor campanha geral - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 13º MIN 37º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

CRUZEIRO MG

Cruzeiro leva gol no fim, é derrotado pelo Emelec e termina fase de grupos com segunda melhor campanha geral

09/05/2019 às 08:16h

Facebook

Em jogo de tempos completamente distintos, o Cruzeiro saiu atrás do marcador, buscou o empate, mas acabou sofrendo gol nos instantes finais e foiderrotado por 2 a 1 pelo Emelec, nesta quarta-feira, pela Copa Libertadores. Se na etapa inicial o clube celeste quase não produziu ofensivamente, no tempo final, com as entradas de Robinho e Thiago Neves, conseguiu levar perigo diversas vezes ao gol adversário.Sassá marcou para os donos da casa, enquanto Fábio(contra) e Angulo(de pênalti) fizeram os gols dos equatorianos.

Com o resultado noMineirão, o time celesteperdeu os 100% de aproveitamento na Libertadorese encerrou a fase de grupos com a segunda melhor campanha geral. OPalmeiras derrotou o San Lorenzo por 1 a 0, em São Paulo, e ficou com o primeiro lugar absoluto. Agora, a equipe celeste passa a aguardar o sorteio dos duelos das oitavas de final. O evento está marcado para a próxima segunda-feira, na sede da Conmebol, em Luque, no Paraguai. O Cruzeiro poderá enfrentar qualquer um dos segundos colocados.

Já pelo Brasileirão, o próximo compromisso do time de Mano Menezes é contra oInternacional,no domingo(dia 12), às 16h, no Beira-Rio, em Porto Alegre. Depois de perder na estreia por 3 a 1 para o Flamengo, no Rio de Janeiro, o Cruzeiro venceu seus últimos dois compromissos pelo torneio nacional – 1 a 0 contra o Ceará e 2 a 1 sobre o Goiás, ambos no Gigante da Pampulha.

O jogo

Com seis alterações em relação ao time que venceu o Goiás por 2 a 1, no último domingo, pelo Brasileirão, o Cruzeiro encontrou sérias dificuldades para trocar passes e construir jogadas nos minutos iniciais do jogo contra o Emelec, no Mineirão. Seguros na marcação, os equatorianos cederam poucos espaços e bloquearam, especialmente, as tentativas de Rafinha pela esquerda. O meia-atacante, mais uma vez, pouco conseguiu produzir ofensivamente.

O primeiro lance que despertou reação das arquibancadas aconteceu apenas aos 18’. Sassá aproveitou vacilo da zaga do Emelec, tocou de cabeça para frente eacabou derrubadocom falta dentro da área antes de conseguir dominar a bola novamente. Mesmo diante de muita reclamação dos cruzeirenses, o árbitro colombiano Andrés Rojas mandou o jogo seguir.

Em busca de um resultado mais seguro, de olho na segunda vaga do grupo nas oitavas de final da Libertadores, o Emelec começou a ceder mais espaços na segunda metade do tempo inicial. Aos 31’, Ariel Cabral quase aproveitou a sobra de uma cobrança de falta de Edilson, mas a finalização da entrada da área raspou a trave direita de Esteban Dreer. Em compensação, os equatorianos avançaram e conseguiram abrir o placar no Mineirão aos 40’.

Com a bola dominada no setor esquerdo, Egídio fez jogada plástica, deixou o adversário no chão em bonita finta, mas logo depois entregou a bola para Matamoros em passe equivocado para Rodriguinho – o que deixou Mano Menezes revoltado no banco de reservas. O meia equatoriano tocou para João Rojas, que finalizou de longe. A bola tocou no travessão, ainda voltou nas costas de Fábio, e acabou no fundo das redes.1 a 0. Foi o primeiro tento sofrido pelo Cruzeiro nesta edição da Copa Libertadores. 

Diante da inoperância ofensiva e de certa apatia do Cruzeiro, a equipe voltou do intervalo com duas modificações. David entrou na vaga de Rafinha e Robinho substituiu Ariel Cabral. Assim, Jadson passou a fazer a função de segundo volante. As alterações funcionaram. Nos sete primeiros minutos da etapa final, a Raposa produziu mais do que todo o tempo inicial. O time celeste assustou Dreer aos 3’, com Rodriguinho, aos 4’, com Fabrício Bruno e aos 7’, quando Edilson finalizou a bola na rede pelo lado de fora. Mano ainda trocou Jadson por Thiago Neves, aos 19’.

Depois de amassar muito o adversário em inúmeras tentativas, o Cruzeiro finalmente conseguiu marcar aos 21’. Edilson aproveitou rebote de escanteio, cruzou na segunda trave para Leo, que serviu Sassá no meio da área. O atacante dominou e soltou uma bomba, sem chances para Dreer.1 a 1.  ARaposa chegou a virar o placar aos 29’, com David, de cabeça, mas o auxiliar marcou impedimento equivocadamente.

O time celeste era melhor, tinha o controle ofensivo da partida, mas acabou dando espaços na recomposição. Desta forma, o Emelec conseguiu marcar o segundo gol.Edilson fez pênalti em Angulo. Ele mesmo cobrou e colocou números finais ao placar.2 a 1.

CRUZEIRO 1X2 EMELEC

Fonte: Super Esportes

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: