Capa da Página Cruzeiro volta a sofrer três gols no Brasileiro e é derrotado pelo Internacional no Beira-Rio - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 9º MIN 25º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

CRUZEIRO MG

Cruzeiro volta a sofrer três gols no Brasileiro e é derrotado pelo Internacional no Beira-Rio

12/05/2019 às 20:21h

Facebook

Assim como na partida de estreia, contra o Flamengo, no Maracanã, o Cruzeiro voltou a sofrer três gols em duelo pelo Campeonato Brasileiro. Neste domingo, o time celeste viu Nonato, Guerrero e Moledo marcarem na vitória do Internacional por 3 a 1, no Beira-Rio. Dedé descontou para os mineiros. Embora tenha vencido seus dois últimos compromissos pela Série A (Ceará e Goiás), a Raposa acumulou mais uma rodada sem conseguir apresentar bom futebol. Edilson, que errou no lance do gol de Guerrero, ainda recebeu cartão vermelho por agredir Nico López nos lances finais da partida.

Com o resultado, o Cruzeiro estaciona nos seis pontos e cai duas posições na classificação do Brasileiro - do 7º lugar para o 9º lugar. O time celeste ainda poderá ser ultrapassado por Fortaleza, que duela com o São Paulo no Castelão, e por Athletico e Bahia, que se enfrentam na Arena da Baixada. As duas partidas serão ainda neste domingo. 

Na próxima rodada da Série A, o Cruzeiro medirá forças com o Fluminense. O jogo está marcado para as 16h de sábado (dia 18), no Mineirão. Antes, porém, o time celeste tem outro compromisso contra o Tricolor pela Copa do Brasil. Mineiros e cariocas se enfrentam na próxima quarta-feira (dia 15), às 21h30, no Maracanã, em jogo de ida das oitavas de final. 

O jogo

Diferentemente do que se imaginava, já que são equipes que privilegiam a marcação, Internacional e Cruzeiro iniciaram o duelo no Beira-Rio com intensidade ofensiva. Logo no primeiro minuto de jogo, Thiago Neves recebeu passe de Fred dentro da área e, livre, desperdiçou chance clara de gol. Dois minutos depois, o Colorado obrigou a zaga celeste a trabalhar em finalização de Edenílson. Dedé impediu a tentativa.

As equipes diminuíram o ímpeto ofensivo, mas seguiram criando oportunidades e mostrando volume de jogo. Aos 20’, foi o cruzeirense Jadson que desperdiçou outra chance. Pedro Rocha partiu em velocidade pela esquerda e encontrou o meio-campista livre, na entrada da área. A finalização raspou a trave direita de Marcelo Lomba. A resposta dos donos da casa veio onze minutos depois.

Aos 31’, Guerrero cobrou falta cometida por Pedro Rocha na entrada da área. A bola desviou na barreira e explodiu na trave direita de Fábio. No rebote, o jovem meia Nonato, de 21 anos, aproveitou a desatenção da defesa celeste para abrir o placar. 1 a 0. Também em jogada de bola parada e poucos minutos depois, o Cruzeiro empatou. Aos 35’, Thiago Neves cobrou falta do meio-campo, Moledo desviou e, na sobra, Dedé completou para o gol. 1 a 1. O atacante Fred, que disputou a bola com o zagueiro gaúcho antes da conclusão da jogada, estava em posição de impedimento.

Conforme esperado, o Cruzeiro voltou do intervalo tentando controlar o jogo. À lá Mano Menezes, esperou o Internacional para tentar partir em velocidade no erro do adversário. O time, contudo, não conseguiu encontrar os espaços, parou de construir as jogadas de gols e acabou vendo o Inter marcar aos 10’. Edilson, que já havia errado passes importantes na partida, falhou na saída de bola e entregou  a posse da bola para Edenilson. Ele tocou para D’Alessandro, que serviu Nico Lopez. O uruguaio tentou a primeira e Fábio defendeu. No rebote, Dedé salvou finalização de Guerrero. Na segunda vez que a bola sobrou, foi Dodô que impediu tentativa de D’Alessandro. Por fim, Guerrero, já dentro da área, não desperdiçou. 2 a 1

Mesmo com o gol e a vitória parcial, o Internacional não diminuiu o volume. Cinco minutos após o tento de Guerrero, Nico López quase ampliou. A finalização do uruguaio encobriu Fábio, mas a bola bateu na trave esquerda do goleiro. O gol esteve ainda mais próximo para o Colorado aos 20’. Dodô derrubou Nonato na área, e o árbitro Raphael Claus marcou pênalti. D’Alessandro, porém, bateu para fora. 

Mano Menezes ainda tentou corrigir a estratégia, acionou Rodriguinho, David e Sassá no banco de reservas, mas o Cruzeiro seguiu sem criar jogadas de perigo e passou a dar ainda mais espaço ao Internacional. Os donos da casa aproveitaram. Aos 37’, Sobis cobrou falta, Fábio espalmou, a bola bateu no travessão antes de sobrar para Moledo. Livre de marcação na pequena área, em nova desatenção da defesa celeste, ele só completou para o gol e colocou números finais ao jogo. 3 a 1.  Nos lances finais, o lateral-direito Edilson ainda foi expulso após agredir Nico López. 

INTERNACIONAL 3X1 CRUZEIRO

Fonte: Super Esportes


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: