Capa da Página Presidente do América convoca torcida para reta final do Brasileirão: Sem vocês, vai ser mais difícil ainda - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 17º MIN 22º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

AMÉRICA MG

Presidente do América convoca torcida para reta final do Brasileirão: 'Sem vocês, vai ser mais difícil ainda'

08/11/2018 às 09:18h

Facebook

O presidente do América, Marcus Salum, convocou a torcida para a reta final do Campeonato Brasileiro. A equipe, com 71% de chances de rebaixamento para a Série B de 2019 segundo o departamento de matemático da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), jogará ainda mais seis jogos no torneio. O time figura na zona de rebaixamento do Brasileirão, em 18º, com 34 pontos.

“A chegada desses seis jogos vai ser duríssima, sem vocês (torcedores) vai ser mais difícil ainda. Mesmo que nosso treinador não seja do coração de vocês. Mesmo que o time não seja escalado da forma que vocês queiram, precisamos que vocês estejam com o coração no campo. Dando apoio a todos os jogadores, pois nós acreditamos que podemos ficar. Queremos que vocês acreditem também e passem isso aos jogadores. Trabalho e empenho não vão faltar nunca, esse é o América que desenhamos, a raça que precisamos, dentro e fora de campo”, disse o mandatário, em entrevista à TV Coelho.

Dos próximos seis jogos do América no Brasileirão, três serão em casa. O próximo será diante do Paraná, no sábado, às 17h, no Independência, pela 33ª rodada. As outras partidas do Coelho serão contra Internacional (fora), Santos (casa), Palmeiras (fora), Bahia (casa) e Fluminense (fora).

Na bronca com a arbitragem

O mandatário reclamou da arbitragem no clássico do último domingo, na derrota por 2 a 1 para o Cruzeiro, no Independência. Segundo Salum, a equipe foi “assaltada” por um pênalti não marcado de Dedé em Matheusinho pelo árbitro Héber Roberto Lopes. Ainda segundo ele, a diretoria tem procurado tomar as medidas necessárias nas federações.

“Temos brigado dioturnamente na CBF e na federação, temos tomado medidas agressivas. Fomos assaltados contra o Cruzeiro no domingo, assaltados. Aquela arbitragem, o juiz teve medo de nos dar o pênalti, empatarmos e talvez ganharmos o jogo contra o campeão da Copa do Brasil. Logicamente,e aí digo o seguinte, criamos uma expectativa maior do que estamos conseguindo agora, e a torcida está frustrada, eu entendo”, completou.

Fonte: Super Esportes

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: