Capa da Página Bebedouros de animais e ralinhos continuam sendo os principais focos do mosquito Aedes aegypti em Pará de Minas - Notícias - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 13º MIN 27º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias

16/05/2019 às 09:00h

Bebedouros de animais e ralinhos continuam sendo os principais focos do mosquito Aedes aegypti em Pará de Minas

Facebook

Ao longo dessa semana, o Jornal da Cidade está veiculando uma série de reportagens sobre a Dengue em Pará de Minas. Na matéria de hoje (16), o foco será voltado para os agentes de endemias. O que eles têm encontrado nas casas dos pará-minenses e como tem sido a receptividade da população durante as visitas mensais.

Sobre o assunto, nossa equipe conversou com o gerente de endemias da Prefeitura de Pará de Minas, Adailton Antônio Moreira. Em entrevista, ele explica como vem sendo executadas as ações de combate ao Aedes aegypti na cidade:

Clique e ouça Adailton Antônio

Além dos ralinhos de banheiros e pias, Adaílton destaca outros possíveis locais que servem de criadouros do mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya:

Clique e ouça Adailton Antônio

O gerente de endemias de Pará de Minas reforça as datas dos mutirões de limpeza, outra ação realizada pela Prefeitura para coibir o Aedes aegypti:

Clique e ouça Adailton Antônio

Recentemente, foi aprovada na Câmara Municipal a contratação de mais de 50 novos agentes que vão atuar nas visitas às casas, conscientizando a população e aplicando o larvicida nos pontos onde possivelmente poderia ser um foco do mosquito Aedes aegypti.

Por Henrique Silva


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: