Capa da Página Contratação de recepcionista feita pela Câmara de Vereadores continua gerando polêmica na cidade - Notícias - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 17º MIN 35º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias

13/08/2019 às 09:00h

Contratação de recepcionista feita pela Câmara de Vereadores continua gerando polêmica na cidade

Facebook

A Câmara Municipal de Pará de Minas publicou recentemente um edital de licitação para contratação de recepcionista através da empresa vencedora do processo. O salário mensal da profissional giraria em torno de R$ 5.200,00.

Nos últimos dias, a publicação gerou grande repercussão na cidade, devido este contrato ser de alto custo para a casa, o que tiraria em torno de R$ 63 mil reais por ano, dos cofres da Câmara.

Diante da polêmica, a reportagem do JC Notícias conversou com o presidente da Câmara, Dillermando Rodrigues Filho, o Dilé (PSDB), que justificou a contratação da recepcionista, que será por meio da empresa vencedora da licitação:

Clique e ouça Dilé

Dilé afirma ainda que nunca contrataria uma recepcionista sem licitação, e que há 7 meses, como presidente da Câmara, até já fez várias modificações para reduzir os custos da Casa:

Clique e ouça Dilé

Na noite de ontem (12), durante reunião ordinária da Câmara Municipal, o presidente da Câmara Municipal, Dilé confirmou oficialmente a imprensa que o Ministério Público (MP) enviou um ofício, recomendando ao Poder Legislativo a suspensão da contratação de recepcionista.

Entre os motivos, está uma representação do Observatório Social do Brasil (OSB) e uma Lei Municipal que altera o plano de carreira do Câmara, transformando o cargo efetivo de recepcionista em agente executivo.

Por Igor Araújo


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: