Capa da Página Coveiro reclama de perseguição e afirma que cemitério de Pará de Minas está mal cuidado - Notícias - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 13º MIN 27º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias

12/02/2018 às 08:12h

Coveiro reclama de perseguição e afirma que cemitério de Pará de Minas está mal cuidado

Facebook

Um funcionário do Cemitério Municipal Santo Antônio de Pará de Minas procurou a reportagem do JC Notícias para reclamar de perseguição por parte dos responsáveis pelo local. O coveiro Levi Alves Marzagão, o popular Pato, ainda afirmou em entrevista que o cemitério está mal cuidado.

De acordo com Levi, as perseguições começaram em 2010 e tiveram uma pausa durante a gestão do ex-prefeito Antônio Júlio de Faria (MDB), entre 2013 e 2016. Segundo ele, após a entrada da gestão Elias Diniz (PSD)/Zezé Porfírio (PV), os mesmos que o perseguiam até 2012 voltaram e continuam aborrecendo o coveiro.

O servidor público conta que já foi até o prefeito Elias Diniz (PSD), para resolver o problema, mas se cansou e decidiu fazer o apelo na imprensa. Há mais de três décadas trabalhando no Cemitério de Pará de Minas e perto de se aposentar, o coveiro mais antigo da cidade espera que a situação se resolva, já que ele ama a profissão e não quer sair dessa forma:

Clique e ouça Pato

De acordo com o servidor público, a gerência do Cemitério deveria se preocupar mais com a conservação do local, do que persegui-lo. Segundo ele, as pessoas que frequentam o espaço reclamam todos dos dias da sujeira e do mato alto:

Clique e ouça Pato

Em nota, a Prefeitura de Pará de Minas lembra que trata com respeito todos os seus colaboradores e vai apurar os fatos. A orientação da Administração Municipal é no sentido de preservar os direitos dos servidores e a manutenção da qualidade das condições de trabalho para atendimento eficiente da população.

Por Sérgio Viana


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: