Capa da Página Diretoria do HNSC afirma que Prefeitura de Pará de Minas parou de enviar recursos a entidade - Notícias - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 18º MIN 28º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias

13/09/2017 às 09:50h

Diretoria do HNSC afirma que Prefeitura de Pará de Minas parou de enviar recursos a entidade

Facebook

A direção do Hospital Nossa Senhora da Conceição de Pará de Minas convocou uma entrevista coletiva na tarde dessa terça-feira (12), para falar sobre a situação da entidade filantrópica e esclarecer diversos fatos divulgados na mídia da cidade nas últimas semanas.

O responsável pela entrevista foi o diretor técnico do Hospital Nossa Senhora da Conceição, Gilberto Denoziro Valadares, que falou sobre a crise que a unidade de saúde vem enfrentando nos últimos anos e como estão sendo feitos os repasses vindos do poder público. Segundo o médico, a instituição vem mantendo em dia os pagamentos com fornecedores e funcionários. Porém, os médicos que trabalham no HNSC não recebem há mais de três meses os plantões realizados.

O médico lembrou que todos os hospitais filantrópicos do país estão em situação semelhante. Um dos fatores são os baixos valores de repasses financeiros vindos do poder público. Segundo ele, desde 2014, o valor da verba, que atualmente é de R$ 170 mil mensais, não é revisado pela Secretaria Municipal de Saúde. Por isso está sendo discutida na Justiça a revisão dos valores.

Gilberto Denoziro confirma que por conta da pendência jurídica, a prefeitura parou de repassar a verba do convênio com o Hospital Nossa Senhora da Conceição, prejudicando ainda mais a unidade:

Clique e ouça Gilberto Denoziro

Sobre a paralisação das cirurgias eletivas pelo Sistema Único de Saúde (SUS), o médico deixou claro que o cadastramento dos procedimentos deve ser feito pelo município e não pelo hospital:

Clique e ouça Gilberto Denoziro

Sobre as notícias de um possível fechamento da maternidade, Gilberto Denoziro classifica como boatos e afirma que a diretoria está com pensamento positivo quanto ao futuro de toda a unidade:

Clique e ouça Gilberto Denoziro

Doutor Gilberto Denoziro ainda afirma que a Secretaria Municipal de Saúde precisa rever a pactuação com os municípios vizinhos. Ele cita como exemplo a cidade de Nova Serrana, que envia apenas R$ 17 mil por ano para atender as urgências ortopédicas em Pará de Minas.

Outro fato que o médico informou durante a coletiva é com relação ao encaminhamento de R$ 22 mil feito pela prefeitura para o município de São Sebastião do Paraíso, que não presta nenhum serviço aos pará-minenses:

Clique e ouça Gilberto Denoziro

Sobre o andamento da ação solicitada na Justiça para a avaliação das necessidades financeiras do Hospital Nossa Senhora da Conceição, a diretoria da entidade afirma que a perícia não foi realizada e por isso ainda não tem data para outra audiência entre as partes no Fórum de Pará de Minas.

Por Sérgio Viana


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: