Capa da Página Entenda como serão feitos os saques das contas ativas e inativas do FGTS a partir de setembro - Notícias - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 7º MIN 28º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias

13/08/2019 às 08:50h

Entenda como serão feitos os saques das contas ativas e inativas do FGTS a partir de setembro

Facebook

Recentemente, o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL) autorizou a liberação dos saldos das contas ativas e inativas do FGTS – Fundo de Garantia por Tempo de Serviço. A medida agradou parte da população, que já vê o saldo extra como um respiro para quitar dívidas. Mas o que parece ser benéfico, pode não ser tão vantajoso.

Isso se deve ao fato de que se o trabalhador optar pelas novas condições do governo, ele pode ter o seu saldo retido em caso de uma possível demissão. Outra questão também são os clientes da Caixa que possuem contas poupança ou corrente que precisam avisar o banco de que não desejam ter o crédito de R$ 500,00 liberado, uma vez que o banco deposita automaticamente o valor.

Sobre o assunto, a reportagem do JC Notícias conversou com o advogado especialista em Direito Trabalhista, Dr. Márcio Campos. Em entrevista, ele explica inicialmente o que são contas ativas e inativas do FGTS:

Clique e ouça Márcio Campos

Dr. Márcio explica como serão as modalidades para saques do Fundo de Garantia:

Clique e ouça Márcio Campos

O advogado especialista em Direito do Trabalho e Previdenciário informa o que é a modalidade do saque-aniversário, também conhecido por saque-rescisão:

Clique e ouça Márcio Campos

Vale frisar que quem optar pelas novas modalidades do FGTS pode retornar às tradicionais, desde que aguarde um período de carência estipulado em dois anos pela Caixa Econômica Federal. De acordo com o banco, a medida é para que o fundo possa se recuperar ao longo desse tempo e voltar a ter rendimentos.

O início dos saques das contas ativas e inativas está previsto para setembro.

Por Henrique Silva


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: