Capa da Página Especialista fala sobre a importância da doação de órgãos - Notícias - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 15º MIN 28º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias

02/12/2019 às 09:24h

Especialista fala sobre a importância da doação de órgãos

Facebook

A doação de órgãos é um ato nobre que pode salvar vidas. Muitas vezes, o transplante pode ser única esperança de vida ou a oportunidade de um recomeço para pessoas que precisam.

O transplante é um procedimento cirúrgico que consiste na reposição de um órgão (coração, pulmão, rim, pâncreas, fígado) ou tecido (medula óssea, ossos, córneas) de uma pessoa doente (receptor), por outro órgão ou tecido normal de um doador vivo ou morto.

A legislação em vigor determina que a família será a responsável pela decisão final, não tendo mais valor a informação de doador ou não doador de órgãos, registrada no documento de identidade.

A pessoa maior de idade e capaz juridicamente pode doar órgãos a seus familiares. No caso de doador vivo não aparentado, é exigida autorização judicial prévia.

Sobre o assunto, a reportagem do JC Notícias conversou com o médico nefrologista, Roberto Kenedy responsável pelo Centro de Hemodiálise de Pará de Minas, o qual explica a importância da doação de órgãos:

Clique e ouça Roberto Kenedy

Doutor Roberto Kenedy também fala sobre uma durabilidade de um órgão transplantado:

Clique e ouça Roberto Kenedy

O nefrologista fala sobre pesquisas que estão em desenvolvimento para se obter órgãos para serem transplantados:

Clique e ouça Roberto Kenedy

Para ser um doador, basta conversar com sua família sobre o seu desejo de ser doador e deixar claro que eles devem autorizar a doação de órgãos.

Num gesto de humanidade e preocupação com o próximo, o apresentador Gugu Liberato havia manifestado em vida o desejo de doar seus órgãos. A decisão do artista, morto há alguns dias, após um acidente doméstico em Orlando, nos Estados Unidos, foi prontamente respeitada por seus familiares e, agora, deve representar um recomeço para pelo menos 50 pessoas naquele país.

A esperança é que a generosidade demonstrada pelo apresentador e por seus familiares inspire os milhões de brasileiros que ainda enxergam a doação de órgãos com reticência.

Por Igor Araújo


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: