Capa da Página Minas Gerais apresenta crescimento na violência doméstica e se torna o estado que mais registra feminicídios no Brasil - Notícias - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 16º MIN 30º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias

23/10/2019 às 09:53h

Minas Gerais apresenta crescimento na violência doméstica e se torna o estado que mais registra feminicídios no Brasil

Facebook

O Brasil apresentou queda no número de homicídios no ano passado, mesmo assim, os feminicídios, crimes nos quais as mulheres são mortas por violência de gênero ou por violência doméstica, continuam subindo. Em 2018, o crescimento foi de 4% no Brasil. Minas Gerais é quem mais pesa as estatísticas: 156 mulheres foram assassinadas por este motivo em solo mineiro.

Os dados fazem parte do 13º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado recentemente pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Em média, são três vítimas por semana no Estado, o que representa quase 13% dos 1.206 feminicídios que aconteceram no País em 2018. Os números levam em conta estatísticas oficiais demandadas dos 26 estados e do Distrito Federal.

Nesse cenário, a reportagem do JC Notícias conversou com a advogada especialista em direito civil, Dra. Janine Batista Lemos para saber os motivos que levam Minas Gerais liderar o ranking de feminicídios. Em entrevista, ela explica que a legislação, embora tenha muitos recursos protetivos, ainda falta colocá-los em prática:

Clique e ouça Dra. Janine Batista

Dra. Janine destaca que o número de agressões e feminicídios vem crescendo porque ainda há muita resistência das mulheres em denunciar seus agressores:

Clique e ouça Dra. Janine Batista

A advogada especialista em direito civil ressalta outro fator que tem provocado o aumento nos índices de violência contra a mulher:

Clique e ouça Dra. Janine Batista

Comparando com 2017, o aumento de feminicídios em Minas foi de 3,4%, já que naquele ano 150 mulheres haviam sido assassinadas por violência de gênero no Estado.

Por Henrique Silva


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: