Capa da Página - Para ambientalista, Pará de Minas precisa mudar internamente antes de implantar tecnologia de reaproveitamento do lixo - Notícias - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 14º MIN 36º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias

22/05/2019 às 09:04h

Para ambientalista, Pará de Minas precisa mudar internamente antes de implantar tecnologia de reaproveitamento do lixo

Facebook

Durante a reunião Ordinária da Câmara Municipal de Pará de Minas na noite da última segunda-feira (20), os vereadores rejeitaram, com uma votação expressiva – sendo 12 contra 4, o Projeto de Lei 27/2019 de autoria do Executivo.

A aprovação do projeto daria o Executivo o direito de custear todas as despesas dos servidores que precise viajar a qualquer país para desempenhar sua função. Se aprovado, o município enviaria à Suécia na próxima semana uma engenheira ambiental concursada da prefeitura.

Localizada na península Escandinava na Europa do Norte, a Suécia tem hoje um sistema de reciclagem que funciona muito bem, inclusive, o país precisa comprar de lixo de seus vizinhos para manter suas plantas funcionando.

Conversando com a ambientalista Sônia Naime, a mesma enfatizou a grandeza do processo sueco, mas para ela, a população de Pará de Minas precisa primeiro de uma mudança de comportamento:

Clique e ouça Sônia Naime

Ainda de acordo com a educadora ambiental, o momento é de investir na educação e na conscientização da população:

Clique e ouça Sônia Naime

Sônia Naime enfatiza o fato de nenhuma cidade da região Centro-oeste de Minas estar preparada para implantar o modelo de sistema utilizado na Suécia:

Clique e ouça Sônia Naime

Cada habitante da Suécia produz uma média de 461 kg de lixo por ano, desse total, 99% é reciclado. O cenário é resultado de diversas políticas envolvendo a conscientização da população e também a responsabilização das empresas pelo custo de reciclagem das embalagens em que comercializam seus produtos.

Por Samuel Ramos


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: