Capa da Página Reforma da previdência pode afetar beneficiários do BPC caso proposta seja aprovada - Notícias - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 18º MIN 30º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias

15/04/2019 às 10:46h

Reforma da previdência pode afetar beneficiários do BPC caso proposta seja aprovada

Facebook

O BPC – Benefício de Prestação Continuada é destinado a idosos e portadores de necessidades especiais que estejam em situação de vulnerabilidade social. Atualmente, quem é contemplado com o salário pago pelo Governo Federal recebe o equivalente a R$998,00 (salário-mínimo) independentemente da idade.

Com a proposta de reforma da previdência, defendida pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) e por sua equipe econômica, o BPC sofrerá alterações: os idosos a partir de 60 anos vão receber menos da metade do valor que é pago atualmente, e os portadores de alguma deficiência continuam recebendo o equivalente a um salário-mínimo.

A medida é vista com maus olhos por parte da sociedade, já que, na maioria das vezes, o Benefício de Prestação Continuada é a única forma de sobrevivência de quem o recebe. Nesse cenário, a reportagem do Jornal da Cidade conversou com a gestora local do Cadastro Único do Governo Federal, Isadora Copato.

Em entrevista, ela explica inicialmente o que é o BPC e quais são as condições para quem é beneficiário:

Clique e ouça Isadora Copato:

Isadora informa também como a reforma da previdência vai impactar na vida dos beneficiários do BPC:

Clique e ouça Isadora Copato:

A gestora do CAD-Único em Pará de Minas destaca o que é preciso para solicitar o pagamento do Benefício de Prestação Continuada:

Clique e ouça Isadora Copato:

Além das mudanças para o BPC, a proposta de reforma da previdência também prevê limitar o abono salarial a quem ganha até 1 salário-mínimo, ante regra atual de 2 salários-mínimos. O benefício consiste no pagamento de R$998,00 a cada ano ao trabalhador, para suplementação de renda segundo critérios legalmente estabelecidos.

Por Henrique Silva


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: