Capa da Página Saiba como está a situação do abastecimento de água após o início das obras da VALE do Rio Doce em Pará de Minas - - Notícias - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 15º MIN 28º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias

23/04/2019 às 09:38h

Saiba como está a situação do abastecimento de água após o início das obras da VALE do Rio Doce em Pará de Minas

Facebook

No fim de janeiro, quando aconteceu a contaminação do Rio Paraopeba pela lama de rejeitos da barragem da Vale do Rio Doce, em Brumadinho, a concessionária “Águas de Pará de Minas” interrompeu a captação de água da adutora construída no distrito de Córrego do Barro e passou a abastecer o município com os ribeirões Paciência e Paivas, além dos poços artesianos.

Após a assinatura do TAC – Termo de Ajustamento de Conduta, em meados de março, a Vale se comprometeu a construir adutoras e pequenas barragens que pudessem amenizar os danos causados pelo crime que ela mesmo cometeu em Brumadinho. Pouco tempo após o documento ser validado, a empresa já começou as obras em Pará de Minas.

Sobre o assunto, a reportagem do Jornal da Cidade conversou com o superintendente da “Águas de Pará de Minas”, Thiago Contage. Em entrevista, inicialmente ele explica como está a situação do abastecimento no município:

Clique e ouça Thiago Contage

Thiago destaca as obras emergenciais que a VALE se comprometeu a realizar e qual o cronograma das mesmas:

Clique e ouça Thiago Contage

Sobre a nova adutora que ligará o Rio Pará à estação de tratamento no bairro Nossa Senhora das Graças, o superintendente da concessionária “Águas de Pará de Minas” ressalta que o prazo estipulado pelo Ministério Público para que a Vale conclua as obras é 2020:

Clique e ouça Thiago Contage

Apesar das garantias dadas pela VALE e das obras que vêm sendo executadas, a concessionária responsável pelos serviços de abastecimento e tratamento de água e esgoto de Pará de Minas preconiza a todos seus clientes que o consumo consciente deve permanecer, uma vez que o tempo de estiagem está se aproximando e qualquer tipo de desperdício deve ser evitado.

Por Henrique Silva


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: