Capa da Página “Vender a CEMIG não é solução para o estado”, afirma ex-presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais - Notícias - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 18º MIN 31º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias

14/10/2019 às 08:16h

“Vender a CEMIG não é solução para o estado”, afirma ex-presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais

Facebook


O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (NOVO), tem como objetivo privatizar diversas estatais. Isso quer dizer que o estado deixaria de ser proprietário e venderia seus ativos e participações nas empresas que possui atualmente, como Codemig, Copasa e CEMIG. Essa última é a mais visada, uma vez que tem grande lucratividade e boa representatividade no mercado internacional.

Mas, para privatizar algo como empresas que pertencem ao estado, ou seja, aos mineiros, é necessário que um plebiscito ou referendo seja promovido para ouvir da população se há ou o não o interesse em comum de repassar para a iniciativa privada as estatais.

Essa é uma determinação que surgiu ainda nos anos 90 e que foi promulgada pela Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais. Nessa época, quem era presidente da casa era o ex-prefeito de Pará de Minas e ex-deputado estadual, Antônio Júlio de Faria.

Nesse cenário, a reportagem do JC Notícias conversou com Antônio Júlio para saber se a privatização de estatais, como a CEMIG, vai solucionar o problema do caixa do estado, como deseja o governador Romeu Zema. De acordo com ele, vender uma empresa do estado não vai acabar com o déficit econômico de Minas Gerais:

Clique e ouça Antônio Júlio

Antônio Júlio destaca que o governador Romeu Zema tem se comprometido em fazer demagogia, em vez de exercer o cargo de administrador do estado:

Clique e ouça Antônio Júlio

O ex-presidente da Assembleia Legislativa e ex-prefeito de Pará de Minas ressalta ainda o esforço do governo estadual para conseguir privatizar as estatais:

Clique e ouça Antônio Júlio

O governo de Minas Gerais prevê um lucro superior a R$10 bilhões, caso consiga privatizar a CEMIG. Em breve, a equipe administrativa, encabeçada pelo governador Romeu Zema, vai encaminhar um projeto para a Assembleia Legislativa de Minas Gerais e, a partir disso, tentará efetivar o plano de vendas das estatais.

Por Henrique Silva


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: