Capa da Página Vereador Mário Justino pede cassação do colega Ênio Talma, alegando quebra de decoro parlamentar - Notícias - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 18º MIN 28º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias

13/11/2019 às 09:09h

Vereador Mário Justino pede cassação do colega Ênio Talma, alegando quebra de decoro parlamentar

Facebook

Três projetos de lei foram aprovados durante a reunião ordinária dessa semana da Câmara Municipal de Pará de Minas. O primeiro foi o PL 114/19, de autoria do vereador Antônio Carlos dos Santos (PTC), o qual denomina Geraldo Soares de Araújo, a Rua 3, nas Chácaras Barro Preto.

O segundo projeto aprovado da noite, de autoria do vereador Toninho Gladstone (PSDB), denomina logradouro público no bairro Jardim das Oliveiras – 4ª Etapa.

O PL 123/19, de autoria do poder executivo também foi aprovado, e a partir de agora, autoriza o Município a promover cessão de direito de uso de área de terreno ao Estado. No local funciona a Escola Estadual Padre Libério. A expectativa é de que com a aprovação da matéria, sejam feitas revitalizações e reformas no prédio da instituição, como explica o presidente da Câmara, Dilhermando Rodrigues Filho, o Dilé (PSDB):

Clique e ouça Dilé

Durante a reunião, a servidora pública municipal e funcionária da Vigilância Sanitária, Sílvia Maria Gonçalves usou a Tribuna Livre da Câmara para denunciar que vem sendo perseguida pela Prefeitura, pois estava fiscalizando imóveis e empreendimentos na cidade de maneira correta, de acordo com a lei. Ela explica que sofreu desvio de função. Os vereadores prometeram levar o caso ao Ministério público:

Clique e ouça Sílvia Maria

O vereador Mário Justino da Silva (PRB) apresentou Requerimento, solicitando a formação de uma comissão para analisar uma possível quebra de decoro parlamentar por parte do colega Ênio Talma Ferreira de Rezende (PSDB). Isso pode custar a cassação de seu mandato parlamentar.

A justificativa de Mário é de que Ênio desrespeitou a Câmara e demais colegas ao falar durante a reunião do dia 4 de novembro, que alguns vereadores utilizaram a Verba Indenizatória de maneira incorreta, e que isso seria feito também caso o Orçamento Impositivo fosse aprovado:

Clique e ouça Mário Justino

Doutor Ênio garante não estar intimidado com a situação e afirma não entender a preocupação de Mário com sua fala. O vereador garante que vai continuar falando em prol da população:

Clique e ouça Ênio Talma

Ainda nesta semana, a comissão deve ser formada para analisar a cassação de Ênio.

Por Sérgio Viana


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: