Capa da Página Corpo de garoto de 12 anos, vítima de acidente no Padre Libério é sepultado com homenagens de Bombeiros e socorristas - - Policial - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 19º MIN 29º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Policial

12/09/2018 às 09:00h

Corpo de garoto de 12 anos, vítima de acidente no Padre Libério é sepultado com homenagens de Bombeiros e socorristas

Facebook


Foi sepultado na tarde de ontem (11), no cemitério municipal Santo Antônio de Pará de Minas, o corpo do garoto de 12 anos, vítima de um acidente na última semana, no bairro Padre Libério. Rodrigo Henrique Parreira dos Santos Silva faleceu na última segunda-feira (10), no hospital São João de Deus (HSJD) de Divinópolis.

De acordo com a família, o garoto estava conversando com amigos em uma rua do bairro, quando um dos colegas, que estava em uma bicicleta perdeu o controle do veículo e bateu contra a cabeça de Rodrigo. Momentos depois, o jovem foi para a casa, onde reclamou de dores com o pai.

Em seguida, após ser medicado, Rodrigo começou a passar mal e teve que ser levado para o Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC). De lá, o garoto foi transferido para o Hospital São João de Deus, onde passou por cirurgias e não resistiu, vindo a falecer na unidade.

O caso gerou grande comoção nas redes sociais em Pará de Minas e durante o enterro do garoto na tarde de ontem (11). De acordo com a família, Rodrigo tinha o sonho de fazer parte do Corpo de Bombeiros, já que o pai dele era socorrista voluntário do Grupo de Resgate Anjos do Asfalto e também bombeiro civil.

Em entrevista ao JC Notícas, o avô de Rodrigo, Jesus Luís da Silva, o popular Queijinho da Prefeitura lamentou a perda do neto e relembrou momentos com o menino, que sonhava em salvar vidas:

Clique e Ouça Jesus da Silva

Membros do Anjos do Asfalto, bombeiros civis, bombeiros militares e até a equipe do Resgate G3 de Pitangui foram ao sepultamento de Rodrigo para prestar as últimas homenagens a ele. Sargento André Dutra, militar da 2ª Companhia do Corpo de Bombeiros de Pará de Minas lamentou a morte do garoto que um dia sonhou em salvar vidas como ele:

Clique e Ouça Sargento Dutra

Os pais de Rodrigo estavam muito emocionados e não tiveram condições de gravar entrevista. O menino morava com eles na Rua Limirio Flávio Pereira, no Padre Libério.

Por Sérgio Viana


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: