Capa da Página Em Onça de Pitangui, PM apreende armas e ferramentas em casa de suspeito de participar de ataque em Pompéu - Policial - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 18º MIN 24º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Policial

06/12/2017 às 09:40h

Em Onça de Pitangui, PM apreende armas e ferramentas em casa de suspeito de participar de ataque em Pompéu

Facebook

Durante toda a terça-feira (5), a Polícia Militar de Pará de Minas também se mobilizou para ajudar nas buscas pelo bando que matou um policial e um trabalhador em um ataque a uma agência bancária e o Quartel da PM, na cidade de Pompéu.

Na tarde de ontem (5), de uma equipe da PM compareceu na Rua Córrego Seco, em Onça de Pitangui, para averiguar denúncias anônimas de que havia armas na residência de um autor preso pela PM na rodovia BR 494, entre Nova Serrana e Divinópolis, suspeito de estar envolvido na explosão de banco em Pompéu, durante a madrugada. As denúncias informavam que além das armas, poderia haver outros objetos geralmente usados em arrombamentos de cofres e caixas eletrônicos.

Militares de Onça de Pitangui, com reforço de uma equipe da PM de Pará de Minas que atuava no cerco aos infratores que atuaram na explosão em Pompéu, foram até a residência, sendo recebidos pelo pai do suspeito, de 71 anos, que permitiu a entrada dos policiais para averiguar o local.

Na residência foram encontradas duas espingardas, uma calibre 28, e uma cartucheira do tipo “polveira”. No local também foram encontradas várias ferramentas suspeitas de serem usadas em arrombamentos de bancos e comércios, bem como de cofres, como Makita, serra circular, policorte furadeira, parafusadeira, máquina de cortar piso, máscara para gases e outros objetos.

O morador de 71 anos admitiu a propriedade de uma das espingardas e alegou que a outra pertence ao filho, sendo preso e encaminhado à Delegacia de Polícia em Pará de Minas, juntamente com as armas e o material apreendido.

O filho do morador da residência é suspeito de envolvimento não só da explosão de banco em Pompéu, como também no arrombamento ocorrido em um supermercado do bairro Raquel, em Pará de Minas, além de outros arrombamentos de grande porte, ocorridos em cidades da região.

Por Sérgio Viana


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: