Capa da Página Patrulha Rural da PM apreende caminhão com gado de origem duvidosa no trevo de Pará de Minas - Policial - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 19º MIN 29º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Policial

21/11/2019 às 09:08h

Patrulha Rural da PM apreende caminhão com gado de origem duvidosa no trevo de Pará de Minas

Facebook

Na tarde dessa quarta-feira (20), no trevo da rodovia BR-262, entrada principal de Pará de Minas, a Polícia Militar abordou um caminhão que carregava 20 animais bovinos, sem nota fiscal e identificação precisa, sendo de origem duvidosa.

A PM de Pará de Minas recebeu denúncias anônimas de que indivíduos haviam partido de São Gonçalo do Pará, com um caminhão contendo gado de procedência duvidosa, em direção a um frigorífico na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Foi montado um cerco para abordagem do caminhão, cor vermelha, que acabou localizado pela Patrulha Rural no trevo de Pará de Minas, sendo constatado que conduzia 20 animais bovinos, fêmeas de vários tamanhos, tipos e estados variados. Entre eles havia dois búfalas e uma mini-vaca, inadequada para o abate.

Foram abordados o motorista do caminhão de 49 anos e um homem de 53 anos, que o acompanhava em uma caminhonete Hillux, cor branca. O indivíduo disse que era proprietário do frigorífico para onde o gado estava sendo levado, em São José da Lapa, e que o havia comprado os animais de um homem em São Gonçalo do Pará, do qual só soube informar o primeiro nome.

Ele não portava nota fiscal dos animais e a guia de transporte não correspondia com a quantidade e características do gado. Havia também irregularidades quando a documentos relacionados ao IMA – Instituto Mineiro de Agropecuária.

O gado foi levado para a sede do IMA no Parque de Exposições, em Pará de Minas, para as medidas legais. Os dois condutores, do caminhão e da caminhonete foram convidados a comparecer à Delegacia de Polícia, para esclarecimento dos fatos.

Pela identificação parcial do homem que teria vendido o gado para os dois suspeitos em São Gonçalo do Pará e a localidade onde reside, há suspeitas de que os animais possam estar relacionados com autores de receptação, presos recentemente pela PM e pela Polícia Civil, naquele município e em Igaratinga.

A PM continua os trabalhos de prevenção e repressão a furto de gado na região e pede que a população colabore com denúncias pelos telefones 190 e 181, Disque Denúncia.

Por Sérgio Viana


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: