Capa da Página PM apreende crack e balança de precisão em sítio usado para sequestro e cárcere privado em Meireles - Policial - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 18º MIN 30º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Policial

09/11/2019 às 09:01h

PM apreende crack e balança de precisão em sítio usado para sequestro e cárcere privado em Meireles

Facebook

Na noite da última quinta-feira (7), em um sítio na estrada vicinal de Meireles, em Pará de Minas, a Polícia Militar apreendeu três porções grandes de crack e uma balança de precisão com resquícios da droga.

Os militares foram até o local averiguar denúncias anônimas de que no sítio, usado no dia 2 de novembro para sequestro e cárcere privado, havia drogas. Durante buscas no imóvel, foram encontradas as pedras de crack e a balança de precisão, que foram apreendidas e encaminhadas à Delegacia de Polícia.

O infrator de 52 anos, preso na ocasião da ocorrência do sequestro e cárcere privado no sítio, com materiais usados para amarrar a vítima, continua na Penitenciária Doutor Pio Canedo. A princípio a propriedade da droga foi atribuída a ele, porém todas as informações foram repassadas à Polícia Civil para as demais providências.

O JC Notícias divulgou o crime na segunda-feira (4). Na ocasião, um homem de 33 anos foi preso após ser sequestrado no último sábado (2), em Pará de Minas. Um dos autores do sequestro, de 52 anos, foi capturado pela Polícia Militar em um sítio no povoado de Meireles. A vítima relatou que sofreu disparos de arma de fogo, enquanto fugia do cativeiro. Ele foi socorrido ao hospital de Pará de Minas. Outros dois suspeitos do crime fugiram e estão sendo procurados.

Posteriormente, ainda com a vítima internada e consciente, foram feitos novos levantamentos pelos militares que atuaram na ocorrência, em função de algumas contradições em seus relatos, sendo constatado através de contatos com a Polícia Militar do Estado de Rondônia, que o homem havia dado nome e outros dados falsos.

Foi constatada sua verdadeira identidade. A vítima é foragida da Justiça, condenada a mais de 32 anos, dos quais ainda restam 23 anos a cumprir, por tráfico de drogas e homicídio. Ele recebeu voz de prisão, permanecendo internado no hospital, sob escolta policial.

A PM continua o rastreamento aos outros dois autores do crime.

Por Sérgio Viana

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: