Capa da Página Cruzeiro tem pior início de Série B entre os grandes na era dos pontos corridos; veja detalhes das campanhas - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 15º MIN 28º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

CRUZEIRO MG

Cruzeiro tem pior início de Série B entre os grandes na era dos 'pontos corridos'; veja detalhes das campanhas

01/09/2020 às 09:17h

Facebook

Sem vencer há quatro jogos, o Cruzeiro vive o momento mais delicado na temporada 2020. O reflexo disso está nos números. Mesmo se não tivesse começado a Série B do Campeonato Brasileiro com menos seis pontos na tabela em função de uma punição na Fifa, a equipe celeste teria o pior início de competição entre os grandes desde 2006. Naquele ano, o torneio passou a ser disputado no formato de pontos corridos.´

Levantamento feito pelo Superesportes, com informações do site OGol, mostra que os grandes com aproveitamento mais baixo tinham somado 11 pontos até a sexta rodada. São os casos de Atlético (2006), Vasco (2009 e 2014) e Internacional (2017).

Até aqui, o Cruzeiro contabiliza apenas quatro pontos, considerando a dedução de seis. Em um cenário sem a punição na Fifa, a Raposa somaria 10, já que venceu três jogos (Botafogo, Guarani e Figueirense), empatou um (Confiança) e perdeu outros dois (Chapecoense e América).

O alento para a torcida cruzeirense, cada vez mais ansiosa por resultados positivos do time, está nas mudanças que o G4 da Série B sofreu no decorrer das edições. Tirando os grandes, poucos foram os clubes que figuravam entre os quatro primeiros colocados na 6ª rodada a garantir o acesso à Série A ao fim da competição.

Veja todos os números (até a 6ª rodada) em detalhes:

2006 - Atlético

3ª colocação

11 pontos (3 vitórias, 2 empates, 1 derrota)

G4 na 6ª rodada: Ituano (14 pontos), Sport (13), Atlético (11) e Coritiba (11)

Quem subiu? Atlético (71 pontos), Sport (64), Náutico (64) e América-RN (61)

2008 - Corinthians

1ª colocação

18 pontos (6 vitórias)

G4 na 6ª rodada: Corinthians (18 pontos), São Caetano (11), Juventude (11) e Ceará (10)

Quem subiu? Corinthians (85 pontos), Santo André (68), Avaí (67) e Grêmio Barueri (63)

2009 - Vasco

4ª colocação

11 pontos (3 vitórias, 2 empates e 1 derrota)

G4 na 6ª rodada: Guarani (16 pontos), Brasiliense (12), Ponte Preta (11) e Vasco (11)

Quem subiu? Vasco (76 pontos), Guarani (69), Ceará (68) e Atlético-GO (65)

2013 - Palmeiras

3ª colocação

12 pontos (4 vitórias e 2 derrotas)

G4 na 6ª rodada: Chapecoense (16 pontos), Joinville (15), Palmeiras (12), América (12)

Quem subiu? Palmeiras (79 pontos), Chapecoense (72), Sport (63) e Figueirense (60)

2014 - Vasco

3ª colocação

11 pontos (3 vitórias, 2 empates e 1 derrota)

G4 na 6ª rodada: Joinville (13 pontos), Luverdense (12), Vasco (11) e Ceará (11)

Quem subiu? Joinville (70 pontos), Ponte Preta (69), Vasco (63) e Avaí (62)

2015 - Botafogo

1ª colocação

16 pontos (5 vitórias e 1 empate)

G4 na 6ª rodada: Botafogo (16 pontos), Náutico (16), Macaé (13) e Vitória (12)

Quem subiu? Botafogo (72 pontos), Santa Cruz (67), Vitória (66) e América (65)

2016 - Vasco

1ª colocação

16 pontos (5 vitórias e 1 empate)

G4 na 6ª rodada: Vasco (16 pontos), Atlético-GO (15), Bahia (11) e Brasil de Pelotas (11)

Quem subiu? Atlético-GO (76 pontos), Avaí (66), Vasco (65) e Bahia (63)

2017 - Internacional

3ª colocação

11 pontos (3 vitórias, 2 empates e 1 derrota)

G4 na 6ª rodada: Juventude (14 pontos), Guarani (12), Internacional (11) e Vila Nova (11)

Quem subiu? América (73 pontos), Internacional (71), Ceará (67) e Paraná (64)

Fonte: Super Esportes

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: