Capa da Página Nacho decide, Atlético vence América e se isola na liderança do Mineiro - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 13º MIN 28º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

ATLÉTICO MG

Nacho decide, Atlético vence América e se isola na liderança do Mineiro

05/04/2021 às 09:00h

Facebook

O argentino Nacho Fernández chegou ao Atlético mostrando que tem estrela. O meia decidiu o clássico contra o América, neste domingo, no Mineirão, em duelo válido pela 7ª rodada do Campeonato Mineiro. O camisa 26 balançou as redes duas vezes no triunfo do Galo por 3 a 1 - Guilherme Arana completou o placar. O gol do Coelho foi marcado por João Paulo.

Além dos dois gols, um de falta e outro em rebote dentro da área, Nacho mostrou um vasto repertório. Apareceu em todas as partes do campo, cabeceou bola na trave e ajudou na marcação. Foi o grande nome do clássico vencido pelo Galo.

Com a vitória, o Atlético se isola na liderança do Estadual. O time comandado por Cuca chegou ao 18 pontos, três a mais que o América, que é o vice-líder.

O Atlético volta a campo na próxima quarta-feira. O alvinegro recebe o Pouso Alegre, às 16h, no Mineirão. Já o Coelho joga na quinta-feira, quando recebe o Patrocinense, às 17h30, no Independência.

O jogo

Os dois treinadores mexeram nas equipes para o clássico. Cuca fez quatro mudanças em relação ao time que perdeu para a Caldense. Saíram Mariano, Gabriel, Hulk e Eduardo Vargas para as entradas de Guga, Igor Rabello, Savarino e Eduardo Sasha.

Já o técnico Lisca surpreendeu na escalação de Ademir na vaga de Gustavinho. O treinador ainda promoveu outras duas mudanças: entraram Diego Ferreira e Zé Ricardo nas vagas de Joseph e Sabino.

O jogo começou com muita movimentação das duas equipes. O Atlético tinha mais a bola, enquanto o América buscava o ataque em velocidade para surpreender o rival.

Cada equipe teve uma chance. Savarino, de cabeça, assustou Cavichioli. Ademir, de fora da área, chutou e deu trabalho para Everson. Mas, num lance de sorte, o Atlético abriu o placar. Nacho Fernández cobrou falta, a bola desviou em Ademir na barreira e morreu nas redes do Coelho: 1 a 0.

O América teve chance de empatar pouco depois. Rodolfo roubou a bola de Junior Alonso, tentou driblar Everson, mas o goleiro alvinegro fez excelente defesa.

O jogo diminuiu de ritmo, com mais controle do Atlético, que trabalhou a posse e criou boas chances para ampliar. Nacho, após jogada rápida de contra-ataque, e Keno, em duas finalizações de fora da área, pararam em boas defesas de Cavichioli.

Para a etapa final, Cuca manteve a mesma equipe em campo. Já Lisca tirou Zé Ricardo, que já estava amarelado, para a entrada de Sabino.

E os dois times voltaram ao segundo tempo com muita movimentação e chances. A primeira foi com o Galo. Arana cruzou na cabeça de Nacho, que acertou a trave. No rebote, Sasha e Savarino se atrapalharam e a finalização foi por cima.

No lance seguinte, o América teve lateral pelo lado direito e, após dividida no meio, a bola caiu no pé do lateral-esquerdo João Paulo, do outro lado. Ele ajeitou o corpo e soltou uma pancada no ângulo de Everson para empatar: 1 a 1.

Com o empate no placar, os dois técnicos mexeram nas equipes. Cuca trocou Zaracho, Savarino e Sasha por Nathan, Hulk e Vargas. Lisca tirou Toscano e Rodolfo para colocar Gustavinho e Ribamar.

As mudanças do Atlético surtiram efeito. Vargas arrancou de antes do meio-campo, tabelou com Hulk e rolou para Keno, na entrada da pequena área. O camisa 11 finalizou para defesa linda de Cavichioli. No rebote, Nacho Fernández apareceu para fuzilar e colocar o Galo à frente no placar: 2 a 1.

Os dois treinadores mexeram na reta final do jogo. No Coelho, entraram dois atacantes, Leo Passos e Leandro Carvalho. No Galo, Marrony e Dodô foram a campo nas vagas de Keno e Nacho, o herói do jogo.

O Coelho foi para a pressão, mas o Galo criou as melhores oportunidades. Marrony e Nathan quase balançaram as redes. Mas foi o lateral-esquerdo Guilherme Arana que definiu o placar. Após cruzamento, o zagueiro Anderson cortou a bola, que caiu no pé do camisa 13 do Galo. De fora da área, ele finalizou rasteiro, sem chances para Matheus Cavichioli: 3 a 1 e fim de clássico.
 
ATLÉTICO 3 X 1 AMÉRICA

Fonte: Super Esportes

Foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: