Capa da Página Após queixas de usuários, Instagram deixará de tentar se parecer com TikTok - Tecnologia - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 11º MIN 28º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Tecnologia

29/07/2022 às 11:56h

Após queixas de usuários, Instagram deixará de tentar se parecer com TikTok

Facebook

O Instagram deixará de lançar recursos rejeitados pelos usuários, que alegam que a rede social de fotos quer se parecer com o TikTok, de acordo com um relatório do boletim tecnológico Platformer.

As irmãs celebridades digitais Kim e Kylie Kardashian estão entre os usuários mais ativos que postaram mensagens nesta semana com pedidos à empresa para "fazer o Instagram ser o Instagram novamente" e parar de tentar se parecer com o TikTok.

A frase nasceu na plataforma de petição change.org, que na noite desta quinta-feira (28) havia recebido mais de 229.000 assinaturas de apoio à iniciativa.

"Vamos voltar às nossas raízes no Instagram e lembrar que a intenção por trás do Instagram era compartilhar fotos, pelo amor de Deus", diz a petição.

O CEO do Instagram, Adam Mosseri, respondeu à controvérsia no início desta semana com um vídeo no Twitter em que diz que os recursos eram um trabalho em andamento e estavam sendo testados entre um pequeno número de usuários.

As mudanças incluem a reprodução de vídeos curtos em tela cheia, como o TikTok, e a recomendação de postagens de estranhos.

"Estou feliz por termos arriscado", afirmou Mosseri em entrevista à Casey Newton, do Platformer. "Mas definitivamente precisamos dar um grande passo para trás e nos reunir", acrescentou.

"Se não falharmos de vez em quando, não estaremos pensando inteligentemente ou grande o suficiente", disse ele.

Mosseri argumentou que a mudança para mais presença de vídeo aconteceria mesmo que o serviço não mudasse nada, já que o número de usuários que compartilham e pesquisam vídeos está aumentando.

"Se você der uma olhada no que as pessoas estão compartilhando no Instagram, verá que há cada vez mais uma mudança para o vídeo ao longo do tempo", explicou ele.

O diretor da Meta, Mark Zuckerberg, endossou essa posição durante uma teleconferência na quarta-feira (27), reforçando que as pessoas estão assistindo a vídeos online cada vez mais. Meta e Google estão entre as empresas que enfrentam crescente concorrência do TikTok pela atenção das pessoas e lançaram versão própria de formato de compartilhamento de vídeos curtos.

Fonte: R7

Foto: Rádio Espacial FM


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: