Capa da Página Cruzeiro quebra jejum, busca empate com o Avaí nos acréscimos, mas segue no Z4 do Brasileiro - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 13º MIN 37º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

CRUZEIRO MG

Cruzeiro quebra jejum, busca empate com o Avaí nos acréscimos, mas segue no Z4 do Brasileiro

12/08/2019 às 08:18h

Facebook

Um gol nos acréscimos que pode mudar os rumos do Cruzeiro na temporada 2019. Na tarde deste domingo, na Ressacada, em Florianópolis, a equipe celeste não fez um bom jogo contra o Avaí, mas conseguiu quebrar o longo jejum de gols no ano e ficou no empate por 2 a 2, em duelo pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. Pedro Rocha e Sassá, aos 47 minutos do segundo tempo, marcaram pela Raposa. Pedro Castro e Brenner, de pênalti, fizeram para os donos da casa

O Cruzeiro não conseguiu fazer uma boa partida na Ressacada. O time celeste não conseguiu se impor, principalmente na primeira etapa, e acabou com a derrota parcial. No segundo tempo, o time mineiro cresceu depois do gol de Pedro Rocha. No entanto, no melhor momento da equipe, Egídio cometeu pênalti em Caio Paulista. A cobrança foi bem efetuada por Brenner. No fim, com auxílio do VAR, a Raposa empatou com Sassá, que tocou por baixo do goleiro Vladimir. 

Com o empate fora de casa, o Cruzeiro encerra a rodada na 17ª posição, com 11 pontos. O Fluminense, primeiro fora do Z4, tem 12. Já o Avaí está na lanterna. O time catarinense somou apenas cinco pontos.

O Cruzeiro foi comandado neste domingo pelo técnico interino Ricardo Resende. Já no próximo domingo, contra o Santos, no Mineirão, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, a equipe será dirigida por Rogério Ceni, que foi contratado neste domingo. Ele assinou vínculo com a Raposa até o fim de 2020.

O jogo

O Avaí começou pressionando o Cruzeiro. Em busca da primeira vitória no Campeonato Brasileiro, a equipe catarinense apostou na velocidade pelos lados do campo e nos cruzamentos na área para tentar sair na frente no placar. A equipe mineira, por sua vez, apostava nos contra-ataques em velocidade para buscar o gol.

A proposta de jogo celeste não deu resultado no começo do jogo. A partida começou com muitos erros e pouca criação das equipes. Mas, aos 22 minutos, os donos da casa abriram o placar. Após falta lateral cruzada na segunda trave celeste, Pedro Castro se antecipou a Egídio e tocou sem chances para Fábio: 1 a 0.

Depois do gol, o Avaí diminuiu o ritmo e baixou as linhas para esperar o Cruzeiro chegar ao ataque. A equipe celeste, com muitas dificuldades na criação, teve boas chances para marcar. Vladimir salvou os catarinenses em chutes de Pedro Rocha e Robinho. No fim da etapa inicial, a bola sobrou para Robinho após jogada individual de Sassá. O chute do meia saiu torto pela linha de fundo.

Logo no início da etapa final, o Cruzeiro perdeu Orejuela, que sentiu dores no joelho por causa de uma pancada sofrida no primeiro tempo. E o Avaí, que já tinha vantagem no placar, quase ampliou. Pedro Castro chutou da entrada da área e acertou a trave.

Ricardo Resende tirou o volante Ariel Cabral para colocar o atacante David na equipe. Com isso, a equipe celeste foi para cima. E depois de mais de 800 minutos, o Cruzeiro voltou a fazer um gol. Marquinhos Gabriel driblou Paulinho e finalizou da entrada da área para grande defesa de Vladimir. A bola ainda pegou na trave e sobrou para Pedro Rocha, que apenas empurrou para as redes: 1 a 1.

Com o gol, o Cruzeiro cresceu no jogo. Marquinhos Gabriel parou em boa defesa de Vladimir. Depois, Sassá até balançou as redes, mas estava em posição irregular. Na saída de bola, o Avaí atacou rápido, Caio Paulista invadiu a área e foi derrubado por Egídio dentro da área: pênalti. Na cobrança, Brenner bateu forte, sem chances para Fábio, e colocou os donos da casa à frente no placar mais uma vez: 2 a 1.

A situação piorou para o Cruzeiro na reta final do jogo. Aos 37 minutos do segundo tempo, Edilson levou o segundo cartão amarelo por reclamação e foi expulso. A equipe celeste foi para cima nos minutos finais e conseguiu o empate. Sassá recebeu passe de David na grande área e tocou na saída de Vladimir. Inicialmente, o impedimento foi marcado, mas o VAR validou o lance que garantiu ao time mineiro mais um ponto no Campeonato Brasileiro: 2 a 2.

AVAÍ 2 X 2 CRUZEIRO

Fonte: Super Esportes

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: