Capa da Página Sem luz e sem solução. Interrupções no fornecimento de energia causam indignação em Pará de Minas - Notícias - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 18º MIN 28º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias

15/11/2019 às 09:04h

Sem luz e sem solução. Interrupções no fornecimento de energia causam indignação em Pará de Minas

Facebook

A redação do Jornal da Cidade tem recebido inúmeras reclamações de consumidores indignados com os constantes piques e interrupções no fornecimento de energia elétrica em Pará de Minas. Aliás, esse tem sido um dos principais assuntos na cidade. O que antes ocorria esporadicamente agora tem acontecido quase que diariamente.

O corte no fornecimento ou mesmo um pique, que dura poucos minutos, têm gerado preocupação na população e empresários da cidade, e causado prejuízos. A falta de energia afeta desde uma pequena residência até grandes empresas como granjas por exemplo, que são a principal atividade na cidade, e complica até mesmo o trânsito, pois sem energia, os semáforos não funcionam.

Os consumidores se revoltam ainda com a demora no atendimento prestado pela CEMIG, responsável pelo fornecimento de energia.

Entramos em contato com a empresa em Divinópolis e formos informados pelo gerente de manutenção e distribuição da estatal, Antônio César Lima, que aqui, assim como em outras cidades, a estatal mantêm um monitoramento constante do fornecimento de energia, mas ele não falou o motivo pelo qual o fornecimento tem sofrido interrupções constantes.

E pelo visto a situação não vai se normalizar tão cedo. Na semana passada o governador Romeu Zema, que defende a privatização da CEMIG, e o presidente da estatal, Cledorvino Belini apresentaram um vídeo nas redes sociais pra falar sobre os problemas enfrentados pela empresa do governo mineiro.

O próprio governador admitiu que a CEMIG está sucateada, pois segundo ele, nos últimos 10 anos a estatal não recebeu investimentos, e que os problemas têm só aumentado. Zema disse ainda que o estado não tem recursos para investir, e que a solução seria uma privatização, ou seja, a venda da empresa.

O presidente da CEMIG admitiu os constantes cortes no fornecimento em diversas cidades mineiras. Eles disseram que a privatização é a solução. As declarações resultaram numa avalanche de questionamentos e reclamações. Mas enquanto isso, continuamos sem uma solução para o problema.

Para solicitar serviços à CEMIG – Companhia de Energia Elétrica de Minas Gerais os consumidores devem ligar para telefone 116.

Por Márcia Rocha


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: