Capa da Página Bispo fala sobre o andamento do processo de beatificação de Padre Libério - Notícias - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 18º MIN 27º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias

15/10/2019 às 08:47h

Bispo fala sobre o andamento do processo de beatificação de Padre Libério

Facebook

O Bispo Diocesano Dom José Carlos de Souza Campos concedeu entrevista ao JC Notícias na qual esclarecesse o trâmite da documentação sobre a beatificação do saudoso Padre Libério no Vaticano.

Segundo Dom José Carlos, não existe um prazo para o término deste processo. Para uma pessoa se tornar Beata, é necessário que um milagre seja alcançado através da intercessão desta pessoa, no caso o Padre Libério, e que seja reconhecido pela Igreja Católica, milagres estes que deve ser depois da morte desta pessoa.

Bispo Dom José Carlos dá detalhes sobre o andamento do processo de Padre Libério e lembra que no último domingo (13), o Brasil passou a ter a primeira santa reconhecida pela Igreja Católica, a Irmã Dulce, que passa a se chamar Santa Dulce dos Pobres.

A expectativa agora é com relação a beatificação de Padre Libério. Uma comissão romana já está com todos os documentos necessários:

Clique e ouça Dom José Carlos

Dom José Carlos fala que se forem comprovadas essas virtudes o santo padre tomará o patamar de venerável:

Clique e ouça Dom José Carlos

O Bispo diocesano explica que agora o processo está na parte de estudos e montagem da história a biografia de Padre Libério:

Clique e ouça Dom José Carlos

Nascido em Lagoa Santa, o padre morreu em Divinópolis no dia 21 de dezembro 1980, foi velado em Pará de Minas e sepultado em Leandro Ferreira dia 22 de dezembro de 1980.

Nesta cidade foi instalado um pequeno museu particular que não tem vínculo nenhum com a Igreja Católica de Leandro Ferreira, mas que conta parte da história do sacerdote.

Inclusive com uma “sala dos milagres”, onde fiéis colocam objetos e fotos para agradecer graças alcançadas com interseção de padre Libério.

O pedido pela beatificação do sacerdote foi encaminhado para o Vaticano em 1996, sendo 16 anos após a morte do padre.

Os restos mortais de Padre Libério foram exumados no dia 2 de março de 2016. Dez dias depois foi realizada uma celebração eucarística para a transladação dos ossos do servo de Deus da capela onde ele estava sepultado para dentro da Igreja de São Sebastião, em Leandro Ferreira.

Por Igor Araújo


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: