Capa da Página Caso suspeito de varíola dos macacos em Pará de Minas é oficialmente descartado - Notícias - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 15º MIN 30º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias

01/07/2022 às 07:32h

Caso suspeito de varíola dos macacos em Pará de Minas é oficialmente descartado

Facebook

O caso suspeito de varíola dos macacos em Pará de Minas foi descartado oficialmente na tarde dessa quinta-feira (30). A informação foi repassada pelo secretário municipal de Saúde, Wagner Magesty, após análises feitas pela Vigilância Epidemiológica.

Durante o último fim de semana, foi veiculado na mídia regional o suposto caso em Pará de Minas. O fato registrado seria o primeiro da região Centro-Oeste. Após a repercussão da notícia, o secretário municipal de Saúde, Wagner Magesty veio a público explicar a situação e como estava o paciente que teve a suspeita da doença que tem sido registrada em algumas partes do mundo.

Na ocasião, o secretário informou que tudo começou após o paciente de apenas 14 anos apresentar pequenas bolhas na pele e outros sintomas possíveis para Monkey Pox. Contudo, foi verificado que também poderia ser catapora, uma vez que ele não foi vacinado contra o vírus Herpes Zóster, por meio da vacina Varicela.

A suspeita de que o caso não seria de varíola dos macacos acabou se confirmando na tarde de ontem (30), como informa o secretário Wagner Magesty, em entrevista ao JC Notícias. Ele aguarda agora uma notificação do Estado, descartando a doença:

Clique e ouça Wagner Magesty

Ainda segundo Magesty, como não foi feita a sorologia, não se sabe qual infecção o paciente teve. Ele somente buscou o serviço de saúde após o 10º dia, como recomendado.

Minas Gerais tem apenas um caso confirmado até o momento e trata-se de um homem de 33 anos, que chegou da Europa na última segunda-feira (26). Ele está estável e em isolamento domiciliar em Belo Horizonte.

A investigação constatou que se trata de um caso importado. A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) monitora as pessoas que tiveram contato com o paciente, mas não houve identificação de nenhum outro episódio relacionado.

Além da infecção comprovada, Minas investiga dois casos suspeitos, em moradores de Varginha e Juiz de Fora. Nenhum deles viajou ao exterior, mas vale lembrar que já há a comprovação de transmissão local da varíola dos macacos no Brasil.


Outros 37 casos foram confirmados no país. Minas Gerais é o quarto estado com pacientes com a varíola dos macacos, que já havia sido diagnosticada em São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

Por Sérgio Viana

Fotos: Arquivo Espacial FM


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: