Capa da Página IMA se posiciona após casos de vaca louca surgirem no Brasil; Em Pará de Minas, nenhum caso foi registrado - Notícias - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 19º MIN 29º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias

22/09/2021 às 09:00h

IMA se posiciona após casos de vaca louca surgirem no Brasil; Em Pará de Minas, nenhum caso foi registrado

Facebook

A Arábia Saudita suspendeu importações de carne bovina provenientes de 5 frigoríficos localizados em Minas Gerais após o Brasil ter registrado dois casos atípicos de “vaca louca” no início deste mês, informou o Ministério da Agricultura recentemente.

O estado foi um dos locais onde o caso foi identificado no dia 6 desse mês. O segundo animal infectado foi em Mato Grosso. Ambos se tratam da contaminação atípica, que ocorre por uma mutação genética e, portanto, não indica infecção de todo o rebanho.

Após os casos registrados no Brasil, nossa reportagem procurou o escritório do IMA – Instituto Mineiro de Agropecuária em Pará de Minas para saber como o órgão tem atuado na fiscalização da vaca louca. Em entrevista ao JC Notícias, Lucas Silva Jardim, chefe da repartição estadual explica como está a situação da doença em Minas:

Clique e ouça Lucas Silva Jardim

Lucas destaca o que é a doença da vaca louca e como ela é prejudicial para o animal:

Clique e ouça Lucas Silva Jardim

O chefe do escritório seccional do IMA em Pará de Minas comenta se já houve casos da vaca louca no município:

Clique e ouça Lucas Silva Jardim

Segundo o Jornal Valor Econômico, a Arábia Saudita comunicou a decisão de suspender as importações ao Brasil em 9 de setembro, cinco dias após a confirmação de ambos os casos da doença.

Já o Ministério da Agricultura informou que as exportações para a China seguem suspensas devido aos casos da doença, acrescentando que ainda não pode projetar quando os embarques serão retomados.

Por Henrique Silva

Fotos: Rádio Espacial FM



Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: