Capa da Página Forças de Segurança rejeitam nova proposta de Zema e greve continua! - Policial - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 15º MIN 30º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Policial

14/03/2022 às 09:31h

Forças de Segurança rejeitam nova proposta de Zema e greve continua!

Facebook

Forças de Segurança de Minas Gerais, que revindicam recomposição salarial de 24%, não se contentaram com a proposta apresentada pelo governador Romeu Zema (NOVO), na última sexta-feira (11), e com isso a greve ganha mais força no estado.

O chefe do Executivo propôs aumentar de três para quatro o número de parcelas do auxílio-fardamento, no valor de R$ 1,8 mil cada uma, além de contemplar com a categoria com o retroativo, desde janeiro deste ano, do reajuste salarial de 10,06%, proposto a todos os servidores.

Com isso, os sindicatos das forças de segurança de Minas e deputados que representam a categoria anunciaram um novo ato de protesto para reivindicar maiores aumentos salariais. A manifestação pode ocorrer no próximo dia 21.

As entidades anunciaram ainda que seguem em “operação da estrita legalidade”, uma espécie de redução dos trabalhos. Essa situação vem preocupando a população, uma vez que prejudica bastante a segurança pública, aumentando a criminalidade. Sargento Alexandre Rodrigues, presidente da Associação dos Servidores do Corpo de Bombeiros e Polícia Militar (Ascobom-MG), se mostrou insatisfeito com a nova proposta de Zema e alerta os cidadãos de Minas Gerais a “tomarem cuidado, saírem pouco de casa e trancarem os portões com cadeado”, durante esse período:

Clique e ouça Sargento Alexandre Rodrigues

A categoria reivindica o cumprimento de um acordo firmado em 2019 que previa reajuste progressivo de 2020 a 2022, em que apenas a primeira parcela, de 13%, foi paga; outras duas de 12% cada foram vetadas pelo governador Romeu Zema (Novo) ainda em 2020.

Por JC Notícias

Foto: Reprodução


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: