Capa da Página América tem projeto para padronizar metodologia de jogo da base com profissional - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 14º MIN 35º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

AMÉRICA MG

América tem projeto para padronizar metodologia de jogo da base com profissional

25/05/2020 às 09:26h

Facebook

 
O América quer alinhar as 'ideias de jogo' das categorias de base com as do profissional. Para isso, o clube está desenvolvendo uma metodologia para auxiliar os atletas formados no Lanna Drumond na transição para o elenco principal.

Em entrevista ao Superesportes, o coordenador das categorias de base do clube, Frederico Cascardo, explicou o processo de construção do ‘caderno de formação’ do Coelho. Segundo ele, a ideia é fazer um projeto a longo prazo.
 
“Nós estamos em um processo de finalização do caderno de formação das categorias de base do América. O professor Gibson (Moreira), como coordenador técnico, está à frente de todo esse projeto junto com os treinadores, com todo o departamento para justamente alinhar todo esse trabalho de conteúdos, de ideias de jogo a fim de padronizar o jogo em todas as categorias. É um processo a longo prazo, então não é de ontem para hoje que a gente vai conseguir colocar em prática”, disse.
 
A busca pela padronização da filosofia de jogo já pode ser vista na equipe principal do América. Após a saída de Felipe Conceição para o Red Bull Bragantino, a cúpula alviverde buscou o técnico Lisca, a fim de dar manutenção às ideias táticas já conhecidas pelo elenco profissional.
 
Segundo Cascardo, ambos treinadores contribuíram para a construção do caderno de formação do clube. Com a implementação a longo prazo do projeto, os atletas terão uma base de conteúdo maior para se adaptarem mais facilmente à equipe principal.
 
“O Lisca e o Felipe Conceição são dois treinadores que tiveram grande interesse em nos ajudar na construção disso. O Felipe deu o start em algumas conversas conosco e o Lisca também se propôs a estar contribuindo com esse caderno de formação, contribuindo com as ideias de jogo do futebol profissional, para todos aqueles atletas que estão na equipe sub-20 terem a oportunidade de estar com uma base de conteúdos para melhor adaptação ao futebol profissional", completou.
 
Atualmente, o América tem cerca de 300 atletas das categorias de base, entre sub-11 a sub-20. Em função da pandemia do novo coronavírus, os contratos dos jogadores foram suspensos, assim como os do elenco feminino e funcionários da área administrativa, com base na MP 936.
 
O clube completa o valor dado de auxílio pelo governo até igualar a renda mensal líquida de cada colaborador.

Fonte: Super Esportes

Foto: Mourão Panda/América

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: