Capa da Página Área endêmica para Leishmaniose, Pará de Minas continua apresentando índices alarmantes da doença - Notícias - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 19º MIN 29º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias

23/02/2021 às 07:56h

Área endêmica para Leishmaniose, Pará de Minas continua apresentando índices alarmantes da doença

Facebook

Pará de Minas há tempos tem convivido com a Leishmaniose, doença causada pelo mosquito palha e acomete cães e gatos. Diariamente, o Centro de Controle de Zoonoses – CCZ diagnostica animais com a enfermidade e, na maioria das vezes, indica a eutanásia do bicho para impedir que ele transmita para o dono e outros seres humanos.

Apesar disso, existe tratamento para a doença, mas ele é feito em clínicas particulares e, dependendo do estado de saúde do animal, ele pode não ser tão efetivo. Em entrevista ao Jornal da Cidade, Carlos Magno Diniz, veterinário do CCZ de Pará de Minas comenta como está a situação da Leishmaniose no município:

Clique e ouça Carlos Magno Diniz

Carlos destaca como é feito o atendimento dos casos de Leishmaniose que chegam ao Centro de Controle de Zoonoses:

Clique e ouça Carlos Magno Diniz

Em caso de suspeita de Leishmaniose nos animais domésticos, procure imediatamente um veterinário ou o Centro de Controle de Zoonoses de Pará de Minas, localizado na rua José Bahia Capanema, bairro João Paulo II, atrás do Parque de Exposições Francisco Olivé Diniz.

O telefone para mais informações é o (37) 3231-7817.

Por Henrique Silva

Fotos: Rádio Espacial FM


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: