Capa da Página Delegado faz alerta após novos casos de clonagem de WhatsApp - Notícias - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 15º MIN 31º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias

19/10/2021 às 07:37h

Delegado faz alerta após novos casos de clonagem de WhatsApp

Facebook

A Polícia Civil (PC) faz um alerta aos usuários do WhatsApp para o perigo da clonagem ou sequestro da conta. Ter o aplicativo clonado está se tornando cada vez mais recorrente no Brasil. Com acesso aos contatos dos usuários, os criminosos aplicam golpes financeiros, pedindo dinheiro se passando pela vítima.

Milhares de tentativas de hackear ou clonagem de contas de WhatsApp vem ocorrendo no Brasil, e em Pará de Minas não é diferente. Recentemente o JC Notícias divulgou casos em que as vítimas acreditaram que uma pessoa de confiança estava pedindo empréstimo e somente após o depósito foi que elas constataram os golpes.

De acordo com a Polícia, o WhatsApp é clonado através de dados da vítima, que em determinadas situações clicam em links falsos, abrem mensagens de texto ou recebem ligações de golpistas. Os criminosos têm acesso ao número do telefone e o cadastram em outro celular.

Após este processo, o criminoso tem acesso à conta e aos contatos da vítima, e se passa por ela na tentativa de roubar dinheiro de parentes e amigos através de transferências ou depósitos bancários. Em entrevista ao JC Notícias, o delegado regional de Pará de Minas, Carlos Henrique Gomes Bueno faz o alerta quanto essa modalidade criminosa:

Clique e ouça Delegado Carlos Henrique

Outra orientação é sempre desconfiar de ligações e pedidos para que o código do sistema de segurança seja enviado. Por mais que pareça verídico, este é o único jeito de se manter longe dos ataques:

Clique e ouça Delegado Carlos Henrique

Caso seu WhatsApp tenha sido clonado, entre em contato com a operadora do celular e solicite a suspensão temporária da linha telefônica. Em seguida, vá até uma loja autorizada da empresa, apresente os documentos legais do titular da conta e peça para que o número seja transferido para um novo chip.

A vítima também deve ir até uma Delegacia de Polícia e registrar ocorrência para que o caso seja investigado. Os crimes podem ser configurados como falsidade ideológica, estelionato e furto. As penas variam de três a 15 anos, além de multa. É importante ainda informar aos parentes e amigos que a conta foi clonada, para que elas possam evitar ser vítimas dos golpes.

Por Sérgio Viana

Fotos: Arquivo Espacial FM


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: