Capa da Página Em último dia no Equador, Papa pede ao povo que espalhe a fé pelo continente - Destaques - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 20º MIN 27º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Destaques

08/07/2015

Em último dia no Equador, Papa pede ao povo que espalhe a fé pelo continente

Facebook

Papa Francisco no EquadorO Papa Francisco pediu para um público de mais de um milhão de pessoas em Quito, no Equador, para canalizar a mesma urgência que levou a América Latina à independência na fé em um continente no qual o catolicismo perde espaço para os movimentos evangélicos.

O Papa falou para o público no Parque Bicentenário de Quito, capital do país, estimado pelo ministério do Interior em mais de um milhão de pessoas, que em um mundo dividido por guerras, violência e individualismo, os católicos devem ser os "construtores da unidade", juntando as esperanças e os ideais de seus seguidores.

A missa final do Pontífice no Equador - que segue para o Paraguai e Bolívia em sua visita na América do Sul - teve leituras em Quíchua, a língua nativa falada pela maioria da população do Equador, e vestimentas típicas para o Papa.

Em seu último dia no país, o Papa reuniu-se com bispos e visitou a Universidade Católica de Quito para um encontro com estudantes e professores. Na quarta-feira, o Pontífice viaja para o Paraguai e no final da semana para a Bolívia.

Na América Latina estão 40% dos católicos do mundo, mas a Igreja está perdendo fiéis para os cultos evangélicos, que focam nas comunidades mais pobres do continente.

Apesar da queda do número de fiéis nos países latino-americanos de língua espanhola não ter sido tão brusca quanto no Brasil, os dados do Equador são notáveis: cerca de 95% da população do país era católica em 1970; hoje, o dado caiu para 79%, de acordo com o Pew Research Center.

"A evangelização não consiste em proselitismo, mas em atrair aqueles que estão longe, que se sentem longes de Deus e da Igreja, aqueles que têm receio ou são indiferentes", disse o Papa durante a Missa. "O proselitismo é uma caricatura da evangelização", comentou.

Fonte: Hoje em Dia

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: