Capa da Página CSKA sinaliza com proposta por Cacá, e Cruzeiro aguarda documento oficial até fechamento da janela - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 18º MIN 28º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

CRUZEIRO MG

CSKA sinaliza com proposta por Cacá, e Cruzeiro aguarda documento oficial até fechamento da janela

11/02/2020 às 09:12h

Facebook

O Cruzeiro recebeu sinalização de que o CSKA, da Rússia, poderá formalizar, até o fechamento da janela de transferências, em 21 de fevereiro, oferta pelo zagueiro Cacá. O valor da proposta seria próximo de 4 milhões de euros (R$18,9 milhões). Um fundo de investimento internacional lidera as tratativas. Se o documento oficial de fato chegar à Toca da Raposa II, a tendência é que a venda seja concretizada.

Há duas semanas, o clube recusou a segunda investida do Athletico-PR pelo jovem zagueiro. Os paranaenses ofereceram 2 milhões de euros por 100% dos direitos econômicos de Cacá. A oferta dos russos representaria o dobro do que o Furacão se mostrou disposto a pagar.

Principal ativo do elenco do Cruzeiro, Cacá já destacou o desejo de permanecer no clube, tanto é que aceitou renovar seu contrato até o fim de 2022 em meio a incertezas sobre o momento de reconstrução da Raposa. Uma oferta de um clube estrangeiro, no entanto, com condições salariais bem superiores, poderia mudar os planos de carreira do jovem atleta.

O Cruzeiro entende que é dono de 60% dos direitos econômicos de Cacá. Até o início do ano, o clube mantinha 70%. Na renovação assinada em janeiro, porém, o clube repassou 10% ao próprio zagueiro. Responsável pelo início da formação, o Ubaense, de Ubá, na Zona da Mata mineira, é detentor de 30%.

Se confirmada a transferência por essas cifras, Cacá entrará para a história do clube como o segundo zagueiro que mais rendeu dinheiro ao Cruzeiro. Até aqui, em números absolutos, sem levar em conta correção monetária, apenas Wallace, negociado com o Monaco, da França, foi mais caro. Em junho de 2014, o defensor foi vendido por R$ 29 milhões.

Se perder Cacá, Adilson Batista precisará organizar outra formação de defesa, uma vez que o jovem atleta é um dos titulares. O treinador tem à disposição os também jovens Arthur, de 20 anos, e Edu, 19. Outra opção é Paulo, 18, já elogiado pelo técnico Adilson Batista, promovido ao elenco profissional após rendimento destacado na Copa São Paulo.

Trajetória

Cacá chegou ao Cruzeiro em junho de 2014 e foi campeão mineiro em todas as categorias, do Sub-15 até o profissional. Conquistou também o Campeonato Brasileiro Sub-20 e a Supercopa Sub-20. Pelo profissional participou, como reserva, da campanha do título da Copa do Brasil, em 2018. São 22 jogos e um gol na equipe principal.

Fonte: Super Esportes   

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: