Capa da Página Organizada do América expulsa torcedor após xingamento racista - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 19º MIN 31º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

AMÉRICA MG

Organizada do América expulsa torcedor após xingamento racista

24/01/2020 às 09:09h

Facebook

Nessa quarta-feira, a estreia com empate dentro de casa não foi a maior decepção da noite na torcida do América. Em um setor do Independência, um integrante da Seita Verde, torcida organizada do clube, foi retirado pelos outros integrantes após fazer xingamentos racistas dirigidos ao zagueiro Eduardo Bauermann, logo depois de o Coelho sofrer a virada da Caldense.

Após o gol da Caldense, que saiu em falha defensiva do América, o acusado teria dito que aquilo “tinha que ser coisa de preto mesmo”, referindo-se a Eduardo Bauermann. No entanto, não foi o defensor quem protagonizou o erro na jogada do gol. Depois disso, outros integrantes da organizada contiveram o torcedor e levaram-no até a polícia. Pela falta do boletim de ocorrência por parte da vítima - Bauermann -, ele não pôde ser detido.

A Seita Verde revelou que o torcedor se chama Leonardo e foi o primeiro a ser expulso da organizada em mais de 17 anos de existência. Segundo eles, não há dados completos do acusado devido ao fato de ele não morar no Brasil há algum tempo. Além disso, a Seita Verde pede o banimento de Leonardo do Estádio Independência; eles também trabalham na identificação completa do torcedor para que o América tome as medidas cabíveis.

Nas redes sociais, a Seita Verde fez nota de repúdio ao episódio. “O campeonato começou de uma maneira inadmissível, não pelo placar em casa, mas pela manifestação racista de um “torcedor” após a virada do adversário. Assim como foi hoje, atos como esse não serão tolerados na arquibancada, o racista foi conduzido até a PM. A Seita Verde é uma torcida do povo, para o povo, e, por assim ser, não compactua com esse tipo de ação”, comunicou.

América se posiciona

Por meio de comunicado oficial, o América se posicionou contra o caso de racismo e elogiou a atitude dos torcedores que contiveram o culpado: "Aproveitamos para parabenizar os verdadeiros torcedores americanos que, no momento dos insultos racistas, não foram omissos e se manifestaram contra a atitude do agressor. A luta por uma sociedade diversa, igual e respeitora é de todos nós. Em nossa casa, o racismo não passará!".

Confira o comunicado na íntegra:
 
"O América Futebol Clube tomou conhecimento, por meio de manifestações de torcedores nas redes sociais, de comentários racistas praticados por um indivíduo na arquibancada da Arena Independência, na noite dessa quarta-feira, durante o duelo contra a Caldense-MG.

Os insultos racistas revoltaram os torcedores americanos que estavam no estádio com o único intuito de apoiar nosso time.

O América FC manifesta seu total repúdio a qualquer ato de discriminação racial, seja dentro ou fora do futebol. Qualquer indivíduo que tenha esse tipo de atitude não representa o América FC e sua torcida.

Aproveitamos para parabenizar os verdadeiros torcedores americanos que, no momento dos insultos racistas, não foram omissos e se manifestaram contra a atitude do agressor. A luta por uma sociedade diversa, igual e respeitora é de todos nós. Em nossa casa, o racismo não passará!"


Fonte: Super Esportes

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: