Capa da Página Paraguai aproveita lambança de goleiro e vence Jamaica - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 19º MIN 26º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

17/06/2015

Paraguai aproveita lambança de goleiro e vence Jamaica

Facebook

Nesta terça-feira, o Paraguai não empolgou, mas fez o suficiente para vencer a Jamaica por 1 a 0 em Antofagasta, no norte do Chile, abrindo a segunda rodada do Grupo B da Copa América. Com a vitória, a seleção chega aos 4 pontos e praticamente se garante nas quartas de final do torneio.

O gol do triunfo foi um verdadeiro presente do goleiro jamaicano Duwayne Kerr, que fez uma lambança e entregou a bola para Edgar Benítez colocar nas redes, ainda no primeiro tempo. O lance custou caro para os centro-americanos, que disputam a Copa América como convidados. Com a derrota, a equipe está eliminada da competição.

No próximo sábado, às 16h (de Brasília), o Paraguai busca confirmar a classificação para as quartas de final contra o Uruguai, em La Serena. Já a Jamaica, eliminada, cumpre tabela contra a Argentina em Viña del Mar um pouco mais tarde, às 18h30.

O jogo – Monotonia. Palavra que resume o duelo entre Paraguai e Jamaica nos primeiros minutos. A equipe sul-americana, superior tecnicamente, impunha a posse de bola, mas não conseguia agredir efetivamente o gol da seleção centro-americana. Coube a Edgar Benítez, um dos melhores jogadores da partida na etapa inicial, o primeiro lance de perigo. O meia aproveitou uma bola espirrada na entrada da área para pegar firme, de primeira, passando muito perto da trave jamaicana.

No entanto, era muito pouco para os atuais vice-campeões da competição. E se o ataque paraguaio não vivia seus melhores dias, ao goleiro da Jamaica, Kerr, tratou de dar uma “mãozinha”. Aos 36 minutos, uma bola mal lançada partiu em direção do arqueiro, que saiu da área e tocou de cabeça para afastar. No entanto, fez uma lambança e deu de graça para Benítez. A bola bateu no pé do paraguaio e entrou, lenta, abrindo o placar em Antofagasta.

No segundo tempo, logo aos 2 minutos, o Paraguai voltou às redes. Ortigoza levantou na área e, depois de uma boa jogada de troca de passes de cabeça, o flamenguista Cáceres empurrou para o gol. Porém, o tento foi anulado, já que o volante estava à frente da defesa jamaicana. O Paraguai não partia com força para o ataque, mas continuava levando perigo. Aos 14, o cruzeirense Samudio arriscou uma bomba de fora da área no travessão de Kerr.

Depois disso, a partida voltou a ser movimentada somente aos 27 minutos, quando Roque Santa Cruz cabeceou e a bola desviou supostamente no braço de Mariappa, o que gerou reclamações dos paraguaios com a arbitragem. A Jamaica, sem nada a perder, passou a atacar mais, principalmente depois das ofensivas substituições do técnico Winfried Schäfer.

Porém, a falta de qualidade era um grande empecilho para os centro-americanos. Para chegar perto do gol, só arriscando de longe. E foi o que fez McCleary aos 36 minutos, mandando perto do gol de Anthony Silva e dando o primeiro grande susto para a defesa do Paraguai em Antofagasta.

Depois disso, os jamaicanos ensaiaram uma pressão, principalmente utilizando bolas aéreas. Foi assim que, nos acréscimos, Mattocks quase empatou o duelo de cabeça, aproveitando cruzamento de Hector. Porém, foi só. Mesmo sem brilho, o Paraguai venceu e praticamente carimbou a classificação para as quartas de final da Copa América.

Fonte: Superesportes

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: