Capa da Página 10 dicas para evitar doenças e ter uma vida saudável - Saúde - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 16º MIN 24º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Saúde

14/02/2018 às 14:59h

10 dicas para evitar doenças e ter uma vida saudável

Facebook

Já reparou que, às vezes, todas as pessoas ao seu redor estão resfriadas, mas você se mantém ilesa? Em outras épocas, no entanto, não pode ver alguém espirrando a quilômetros de distância que, pronto… a doença te pegou.
Não ser pegar alguma doença, principalmente quando se trata de virais, não é uma questão de sorte ou azar, mas sim, de defesa. Especialistas afirmam que o sistema imunológico está constantemente em combate contra ameaças internas e externas. Contudo, nem sempre o organismo está preparado para a luta. Toda vez que o corpo se desregula por algum motivo, as células de defesa são “convocadas” a ajudar nesse setor, criando um déficit em outras áreas.
Tendo em vista a necessidade de saber como evitar esse deslocamento e garantir a proteção necessária ao seu organismo, listamos os 10 passos que você deve seguir em busca de uma saúde de ferro. Confira:


1. Hidrate-se
Beber muita água e sucos naturais é essencial para manter o metabolismo funcionando a todo vapor. Vale lembrar que, mucosas ressecadas são a principal porta de entrada para os vírus causadores de gripes e resfriados. Por isso, hidrate-se!
 
2. Alimente-se bem
 Precisamos fornecer o melhor para a nutrição para os nossos anticorpos. Por isso, algumas coisas devem incluir o seu cardápio:
-Vitamina A: é importante na manutenção da integridade das membranas mucosas, as primeiras a serem prejudicadas em gripes e resfriados. Esse nutriente está presente em alimentos como cenoura, abóbora, fígado, batata-doce, damasco seco, brócolis e melão.
– Vitamina C: componente de frutas cítricas, caju, tomates, vegetais folhosos crus, repolho e pimentão verde, é antioxidante e melhora a resistência do corpo às infecções.
-Vitamina E: gérmen de trigo, óleos, amêndoas, nozes, castanha-do-pará, gema de ovo, vegetais folhosos e legumes possuem essa vitamina, que protege o organismo contra substâncias tóxicas, radiação e radicais livres. 
-Ácido fólico: estimula a formação dos leucócitos, que são as células de defesa do corpo. O nutriente é adquirido quando você come fígado, feijão, brócolis, couve e espinafre. 
-Zinco: auxilia na reparação dos tecidos e cicatrização de ferimentos. Por isso, mantenha uma alimentação rica em carnes, peixes, ostras, crustáceos, aves, leite, cereais integrais, feijão e nozes.
-Selênio: castanha-do-pará, frutos do mar, fígado, carne e aves são fontes desse nutriente, que possui grande capacidade antioxidante.

3. Mantenha um estilo de vida saudável 
É importante não fumar, dormir de sete a oito horas por dia e controlar o estresse. Estes três fatores são muito importantes para outras funcionalidades, não apenas para a prevenção de doenças.

4. Cheque a sua carteirinha de vacinação
A vacina funciona como um teste, pois você coloca o seu corpo em contato com uma dose fraca dos vírus causadores de certa doença. Ela não pode provocar a enfermidade, como algumas pessoas acreditam, porque os vírus estão mortos e replicados. Com isso, o seu organismo será obrigado a produzir anticorpos. Ou seja, caso você entre em contato com algum agente que ameace a sua saúde, já estará protegido. 
 
5. O tratamento começa na gravidez
O sistema imunológico do indivíduo é criado durante a gestação e já estará completamente formado quando a criança atingir três anos de idade. Por isso, os cuidados recebidos nessa fase inicial são determinantes para o resto da vida. 
  -Faça um pré-natal adequado, compareça a todas as consultas, realize os exames solicitados e não deixe de seguir as orientações sobre alimentação e vacinação. Praticar atividades físicas durante toda a gravidez também é importante.
-Depois do nascimento do bebê, não perca as consultas pediátricas: elas devem ser mensais no primeiro semestre; bimensais no segundo semestre; trimestrais do primeiro ao segundo ano; semestrais entre 3 e 4 anos; e anuais após os 5 anos. 
 
6. Trate as suas alergias
Pessoas alérgicas são mais propensas a ficar doentes, por exemplo, devido ao excesso de muco produzido e à danificação das mucosas, que acabam facilitando a proliferação de bactérias. Além disso, a alergia impede o sistema imunológico de reagir, com mais intensidade, aos alérgenos (que podem induzir uma reação de hipersensibilidade em pessoas suscetíveis). Para tratar o problema, existe um tripé formado por vacinas antialérgicas, na diminuição do consumo de alimentos industrializados (que possuem muitos aditivos) e no controle do ambiente onde se vive, a fim de evitar que o paciente tenha contato com os agentes que lhe fazem mal.
 
7. Seja otimista
Somos pontos de vibração emitindo energia: se estamos negativos, vamos atrair o mesmo tipo de ondas. Com isso, a chance de contrair uma doença é muito grande.
 
8. Sorria
Pesquisas indicam que substâncias produzidas pelo riso fortalecem o sistema imunológico, além de relaxar o corpo todo. 
 
9. Expresse as suas emoções
Se você não expõe o que sente, acabará absorvendo essa emoção, que se transformará em um ‘veneno’ dentro de você. Está com raiva? Então, vá a um lugar escondido e grite. Sentiu uma grande tristeza? Pode chorar à vontade. Da mesma maneira, é necessário treinar-se para deixar de “engolir sapos”. Fale aos outros o que você gosta e o que o incomoda, bem como imponha limites logo na primeira vez que alguém lhe fizer algo ruim.

10. Proteja-se
Não basta ter um sistema imunológico fortíssimo: o melhor é não vacilar e evitar o contato com “possíveis agressores”. Lavar as mãos com frequência, não colocá-las na boca, evitar coçar os olhos ou compartilhar objetos pessoais, inclusive maquiagem, deixam você mais blindado contra as doenças.

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: