Capa da Página Bolsonaro diz que não entregará telefone: Só se eu fosse um rato - Destaques - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 13º MIN 27º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Destaques

23/05/2020 às 09:02h

Bolsonaro diz que não entregará telefone: 'Só se eu fosse um rato'

Facebook

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou na noite desta sexta-feira (22), em entrevista à Rádio Jovem Pan, que 'jamais' entregará o telefone celular para a Justiça. "Jamais pegarão meu telefone, jamais".  O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), enviou à Procuradoria Geral da República (PGR) pedidos de apreensão dos celulares do presidente Jair Bolsonaro e do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos), filho dele.

Além disso, Celso de Mello encaminhou pedido de parlamentares para a realização de oitiva do chefe do Executivo no âmbito do inquérito sobre interferência política na Polícia Federal.

Na entrevista, Bolsonaro afirmou ter tomado conhecimento da nota divulgada mais cedo pelo ministro do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI), general Augusto Heleno, que criticava o pedido de apreensão do telefone da presidência e caracterizava como "inaceitável" a medida.

O GSI disse ainda que 'tal atitude é uma evidente tentativa de comprometer a harmonia entre os poderes e poderá ter consequências imprevisíveis para a estabilidade nacional'.

O presidente comentou: "Tomei conhecimento do texto antes da publicação. Olhei, falei: 'O sr. fique à vontade'. Agora, espera aí, um ministro do STF querer um telefone institucional do presidente que tem contato de alguns líderes internacionais. Tá brincando comigo? No meu entender, nem deveria encaminhar esse pedido, está na cara que eu jamais entregaria meu telefone. Alguém está achando que eu sou um rato para entregar meu telefone?".

Fonte: em.com.br

Foto: Ed Alves/CB/D.A Press

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: