Capa da Página Estudante de odontologia usava nome do irmão dentista, já morto, para aplicar golpes - Destaques - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 15º MIN 23º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Destaques

24/09/2020 às 08:30h

Estudante de odontologia usava nome do irmão dentista, já morto, para aplicar golpes

Facebook

Com a prisão de três pessoas, entre eles um estudante de odontologia, a Polícia Civil desmantelou, em Montes Claros, uma quadrilha que aplicava o golpe da comercialização de material odontológico na cidade.

O grupo comprava o equipamento e combinava o pagamento dos kits por telefone. Em seguida, a empresa emitia um boleto bancário, que não era quitado pelos golpistas. Eles conseguiam enrolar o gerente das lojas para a retirada dos produtos.

Segundo as investigações, o homem que se passava por estudante universitário, usava o nome do irmão, um dentista de Januária, morto há três anos, para fazer a compra de três kits odontológicos. Os equipamentos, usados por estudantes de odontologia, são avaliados em R$ 8 mil.

Os policiais chegaram ao produto do roubo depois de identificar uma acadêmica que anunciava o equipamento através das redes sociais. Segundo os policiais, não existem indícios de que ela soubesse da origem dos produtos e seria também vítima do suposto dentista.

O delegado Bruno Rezende, que conduziu as investigações, informa que, com a pandemia, aumentaram as vendas pela internet ou mesmo por telefone, e que na mesma proporção, aumentaram os crimes de fraude em transações comerciais nessa modalidade.

“Recomendamos atenção redobrada quando o comerciante ou consumidor realizar vendas ou a compra pela internet ou por telefone. Existem muitos golpes sendo aplicados pelos estelionatários”, alerta o delegado. Os kits recuperados foram restituídos à empresa.

Fonte: em.com.br

Foto: Pixabay/Reprodução

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: