Capa da Página Alvos do Cruzeiro, Guto Ferreira e Enderson Moreira têm experiências positivas na Série B - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 15º MIN 32º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

CRUZEIRO MG

Alvos do Cruzeiro, Guto Ferreira e Enderson Moreira têm experiências positivas na Série B

17/03/2020 às 07:29h

Facebook

O Cruzeiro já definiu o perfil do novo treinador: "Acostumado com a Série B e vitorioso", disse o interlocutor do departamento de futebol do clube, Carlos Ferreira. Alvos da diretoria celeste no mercado, Guto Ferreira e Enderson Moreira se encaixam nas características procuradas pela Raposa.

Guto Ferreira

Atualmente desempregado, Guto Ferreira conhece bem a Série B. Prova disso é que ele conseguiu quatro acessos à Série A nos últimos anos.

Em 2014, o treinador chegou à Ponte Preta com a Série B em andamento. Apesar disso, ele emplacou uma série positiva e cravou o retorno da equipe de Campinas com quatro rodadas de antecedência.

Em 2016, Guto Ferreira liderou o Bahia na Série B. Em junho daquele ano, ele recebeu proposta do clube baiano e, por isso, pediu demissão da Chapecoense. Guto, mais uma vez, chegou com a Segunda Divisão em andamento. O Ticolor de Aço sofreu, mas ficou na quarta posição e garantiu a vaga na Série A.

No ano seguinte (2017), Guto ajudou o Internacional na temporada do acesso. Ele comandou o Colorado em quase toda campanha na Série B. Guto foi demitido após empate com o Vila Nova (1 a 1), na 35ª rodada. Na jogo seguinte, o Inter subiu com um empate contra o Oeste (0 a 0).

No ano passado, Guto Ferreira levou o Sport ao título do Campeonato Pernambucano e ao vice-campeonato da Série B.

Enderson Moreira

Hoje empregado no Ceará, Enderson Moreira tem dois títulos da Série B. Ele venceu pela primera vez a Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro em 2012, com o Goiás. O time do Centro-Oeste teve 23 vitórias, 9 empates e 6 derrotas (68% de aproveitamento).

Em 2017, Enderson liderou o América na Série B. Mesmo com rivais mais 'ricos', como Internacional e Ceará, o Coelho não tomou conhecimento dos adversários e conquistou o caneco. O time alviverde alcançou 64% de aproveitamento (20 vitórias, 13 empates e 5 derrotas).

Fonte: Super Esportes

Foto: Paulo Paiva/DP Foto e Alexandre Guzanshe / EM DA PRESS)

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: