Capa da Página Atlético sofre com contra-ataques, perde para o Botafogo e deixa liderança do Brasileirão - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 14º MIN 24º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

ATLÉTICO MG

Atlético sofre com contra-ataques, perde para o Botafogo e deixa liderança do Brasileirão

20/08/2020 às 07:31h

Facebook

Mesmo fora de casa, o Atlético foi um protótipo daquilo que deseja o técnico Jorge Sampaoli: dominante, com mais posse de bola e bastante ofensivo. Mas, na noite desta quarta-feira, a estratégia não deu certo. Reativo e bastante eficaz, o Botafogo se defendeu bem, aproveitou os contra-ataques no Estádio Nilton Santos, venceu por 2 a 1 e tirou o time mineiro da liderança do Campeonato Brasileiro ao fim da quarta rodada.

Luiz Fernando e Caio Alexandre marcaram os gols do Botafogo. Já no finalzinho da partida, o zagueiro Igor Rabello descontou para o Atlético.

Foi a primeira derrota do Atlético sob o comando do treinador argentino, que, antes de enfrentar o Botafogo, acumulava sete vitórias e um empate. O revés também faz com que o time mineiro perca o aproveitamento de 100% na Série A, já que havia vencido as três primeiras partidas.

Com a derrota, o Atlético segue com nove pontos, perde a ponta do campeonato para o Internacional pelo saldo de gols (cinco contra três) e fica na segunda colocação. Nesta quinta-feira, o time mineiro pode ser ultrapassado pelo Vasco e pelo Bahia, que somam seis pontos e enfrentarão, respectivamente, Ceará e São Paulo.

Já o Botafogo sobe para a oitava colocação do Campeonato Brasileiro, com cinco pontos ganhos. Foi o primeiro triunfo do time carioca em três partidas disputadas na competição nacional.

Neste fim de semana, as equipes voltam a campo para a quinta rodada da Série A. O Atlético visita justamente o líder Internacional no sábado, a partir das 19h, no Beira-Rio. No domingo, o Botafogo enfrenta o atual campeão Flamengo, no Maracanã, em partida marcada para 11h.

Botafogo mais preciso

“Dominante” como pede o técnico Jorge Sampaoli, o Atlético ficou com a bola a maior parte do tempo, trocou mais passes e teve o triplo de finalizações (15 a cinco) durante o primeiro tempo. Porém, o Botafogo executou melhor a estratégia escolhida para a partida.

Recuado e pronto para contragolpear, o time do técnico Paulo Autuori criou três oportunidades claras de gol na etapa inicial. Na segunda delas, os donos da casa abriram o placar, aos 25’.

Após erro de passe de Allan na saída de bola, Luís Henrique foi acionado pela esquerda, fez bonita jogada individual e finalizou para defesa do goleiro Rafael. No rebote, Luiz Fernando, já na pequena área, só empurrou para as redes: 1 a 0.

Nas ofensivas, o Atlético insistiu nos pontas Marquinhos e Keno, que, juntos, erraram 12 passes no primeiro tempo e encontraram dificuldades em dar sequência às jogadas. Mesmo assim, o time visitante foi perigoso e criou boas oportunidades, mas esbarrou em boa atuação de Gatito Fernández no gol.

Repetição do primeiro tempo Pouco mudou na dinâmica do jogo na segunda etapa. Com duas alterações no intervalo - uma delas com a saída do atacante Pedro Raul -, o Botafogo se fechou ainda mais, mas não deixou de contra-atacar. Já o Atlético seguia com a bola, mas tinha dificuldades para criar chances claras.

Sampaoli, então, mandou a campo Savarino e o jovem Bruno Silva, de 20 anos, que não atuava desde 26 de janeiro. A tentativa era povoar mais a área e furar o forte bloqueio defensivo do Botafogo, que se mantinha fiel à proposta de jogo reativo.

Aos 24’, o Atlético conseguiu uma grande oportunidade. Após jogada de Bruno Silva pela esquerda, Savarino acertou um belo voleio no travessão. Mas, novamente, foi Botafogo que balançou as redes. Porém, o gol de Bruno Nazário aos 31’ foi anulado por toque no braço de Matheus Babi, assinalado com ajuda do VAR.

Sampaoli insistiu e fez mais três alterações na equipe já na reta final. Mas não deu. A dinâmica da partida seguiu a mesma e, aos 42', Caio Alexandre marcou o segundo gol botafoguense ao só empurrar para as redes um cruzamento de Matheus Babi: 2 a 0. No finalzinho, Igor Rabello ainda descontou: 2 a 1. Mas foi só. No fim das contas, o Botafogo impôs a primeira derrota atleticana sob o comando de Sampaoli.

BOTAFOGO 2 X 1 ATLÉTICO

Fonte: Super Esportes

Foto: Vítor Silva/Botafogo

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: