Capa da Página Atlético sofre com marcação do Coimbra, fica no empate sem gols e é vaiado no Horto - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 20º MIN 30º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

ATLÉTICO MG

Atlético sofre com marcação do Coimbra, fica no empate sem gols e é vaiado no Horto

30/01/2020 às 08:53h

Facebook

O Atlético perdeu o 100% de aproveitamento no Campeonato Mineiro. Com uma atuação muito ruim, o Galo ficou no empate por 0 a 0 com o Coimbra, nesta quarta-feira, no Independência, em duelo válido pela terceira rodada do Estadual. O time alvinegro deixou o gramado sob vaias da torcida.

A equipe de Contagem, mandante na partida, teve as melhores chances para balançar as redes no Horto. O Galo, com muita dificuldade diante da forte marcação imposta pelo adversário, pouco criou, e pela primeira vez no ano, terminou uma partida sem fazer gols.

Mesmo com o empate, o Galo segue na liderança do Campeonato Mineiro, com sete pontos. A URT tem a mesma pontuação, mas fica em segundo por conta do saldo de gols (seis contra dois) Já o Coimbra somou o terceiro empate no Estadual e ocupa a 8ª posição.

O Atlético volta a campo no domingo, às 16h. O Galo recebe o Tombense, no Independência. No mesmo dia e horário, o Coimbra visita o Patrocinense.

O jogo

Dudamel fez apenas uma mudança em relação ao time do Atlético que goleou o Tupynambás, por 5 a 0, no último domingo. Réver voltou ao time no lugar de Igor Rabello. Mailton, que foi bem contra a equipe de Juiz de Fora, foi mantido na lateral direita. Já o Coimbra jogou com uma formação mais recuada, com cinco jogadores no meio-campo e sem um homem de referência no ataque. Thalis, que é armador, fez a função de falso 9, com muita movimentação no ataque.

O Atlético sofreu muito no primeiro tempo. A equipe alvinegra não conseguiu quebrar as fortes linhas de marcação do time de Contagem e praticamente não ameaçou o gol de Glaycon. Com a bola, o Galo chegou a atuar numa espécie de 2-5-3, com os laterais completando o meio. No entanto, houve muito toque de bola e pouca movimentação, principalmente dos 'pontas', Edinho e Hyoran. A maior dificuldade foi achar espaço na congestionada intermediária defensiva do Coimbra.

O Galo teve mais a bola na etapa inicial (67% a 33%), mas as melhores chances foram do Coimbra. Em jogadas de contra-ataque, Bruno Rocha, João Vitor e Thalis levaram muito perigo ao gol de Michael. Já o Atlético teve como melhor oportunidade um quase gol contra do lateral-direito Alex Silva, mas Glaycon voou para salvar os donos da casa. Quando conseguiu incluir um drible e uma troca de passes rápido, o time alvinegro assustou. Edinho passou pelo marcador e a equipe trocou passes até Jair receber livre e finalizar mal.

No segundo tempo, a postura das equipes foi a mesma. O Atlético tinha a bola, mas com dificuldades para infiltrar na área, enquanto o Coimbra apostava no contra-ataque. A equipe de contagem quase abriu o placar com Gustavo, que finalizou com muito perigo. O Galo respondeu em cabeceio de Di Santo.

Tentando mudar o panorama da partida, Dudamel colocou Marquinhos em campo no lugar de Edinho, que produziu pouco pelo lado direito do ataque. O meia até se movimentou mais do que o companheiro, criou boas jogadas, mas o time seguia com dificuldades para entrar na área.

A partir da metade do segundo tempo, o Coimbra abdicou totalmente do ataque e limitou-se a defender. O Galo seguiu trocando passes entre laterais, volantes e zagueiros, mas seguiu sem conseguir infiltrações na área. Quando uma boa chance surgiu, Zé Welison finalizou no ângulo, mas Glaycon fez grande defesa para garantir o empate sem gols no Independência.

COIMBRA 0 X 0 ATLÉTICO

Fonte: Super Esportes

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: