Capa da Página Cruzeiro: demitido no ano passado, Ney Franco aciona clube na Justiça e pede R$ 600 mil - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 17º MIN 32º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

CRUZEIRO MG

Cruzeiro: demitido no ano passado, Ney Franco aciona clube na Justiça e pede R$ 600 mil

04/08/2021 às 10:41h

Facebook

O técnico Ney Franco acionou o Cruzeiro na Justiça pedindo o pagamento R$ 636 mil. O treinador comandou o time celeste em sete jogos no ano passado e foi demitido após pouco mais de um mês no cargo.

Na ação, o ex-comandante da Raposa reivindica verbas rescisórias, o salário de setembro de 2020, FGTS não recolhido, além de multas relacionadas à Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT).

Ney relata no documento que firmou contrato com o clube de 9 de setembro de 2020 a 31 de janeiro de 2021, mas que o vínculo foi rescindido no dia 12 de outubro do ano passado. Na ocasião, segundo o técnico, foi firmado um acordo para o pagamento parcelado do salário atrasado, de verbas rescisórias e de FGTS não depositado, no valor total de R$ 323 mil.

Entretanto, diz o treinador, nada foi pago até o momento. Ele pede, então, a anulação do acordo feito com o Cruzeiro e que o pedido de R$ 636 mil seja aceito pela Justiça.

Demissão

O anúncio da demissão de Ney Franco foi feito pelo presidente do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues, no dia 11 de outubro do ano passado, após um empate sem gols com o Oeste, então lanterna da Série B, em Barueri.

Com o treinador, a equipe celeste disputou sete jogos, perdeu quatro, venceu dois e empatou um, tendo um aproveitamento de 33,33%. No dia da demissão, a Raposa ocupava penúltima posição na tabela.

Fonte: Itatiaia

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: