Capa da Página Cruzeiro vence América em clássico com erros de arbitragem e sobe uma posição na Série B - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 18º MIN 31º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

03/12/2020 às 08:16h

Cruzeiro vence América em clássico com erros de arbitragem e sobe uma posição na Série B

Facebook

O Cruzeiro venceu o América por 2 a 1, nesta quarta-feira, no Independência, pela 25ª rodada da Série B. O clássico foi marcado por erros do árbitro paraense Dewson Fernando Freitas da Silva, que deixou de marcar um pênalti para o Coelho (mão na bola de Adriano) e assinalou infração inexistente a favor da Raposa (contato de Messias com William Pottker). Rafael Sobis e Manoel anotaram os tentos celestes, enquanto Anderson balançou a rede para o alviverde.

O triunfo no Horto fez o Cruzeiro subir do 16º para o 15º lugar da segunda divisão, com 31 pontos - dez a menos que o quarto colocado Juventude, que empatou por 1 a 1 com o Botafogo-SP, também nesta quarta. No próximo sábado (5), às 21h, o time treinado por Luiz Felipe Scolari receberá o Brasil de Pelotas, no Mineirão, pela 26ª rodada.

O América, por sua vez, continua em segundo lugar, com 44 pontos - quatro de vantagem sobre o quinto Cuiabá. No sábado, às 18h30, a equipe pegará o CSA, no estádio Rei Pelé, em Maceió. Expulso nesta noite, Lisca vai desfalcar o banco de reservas e será substituído por um dos auxiliares (Márcio Hahn ou Cauan de Almeida).

O jogo

O último clássico da década teve duas equipes em situações opostas na Série B. De um lado o América, vice-líder da competição, com 44 pontos, disposto a buscar o ataque de maneira constante com o trio formado por Ademir, Felipe Azevedo e Rodolfo. Do outro o Cruzeiro, 16º, com 28, que reforçou a marcação com três volantes - Adriano, Jadsom Silva e Filipe Machado.

Quem ganhou notoriedade, contudo, foi o árbitro Dewson Fernando Freitas da Silva. Logo aos 3min, ele mandou seguir a jogada em que Adriano, do Cruzeiro, tocou com o braço na bola dentro da grande área após disputa com Rodolfo. Já aos 12min, assinalou pênalti em contato de Messias com William Pottker. Rafael Sobis chutou rasteiro, deslocou Matheus Cavichioli e fez 1 a 0. Para o comentarista Paulo César de Oliveira, da TV Globo, houve marcações equivocadas nos dois lances.

Furioso, Lisca disparou a reclamar com Dewson Freitas, que acabou lhe mostrando cartão amarelo seguido de vermelho. O técnico do América continuou assistindo à partida da arquibancada do Independência, mesmo em meio aos pedidos para que se retirasse do local. Ele viu o Coelho contabilizar 67% de posse de bola e 214 passes certos na etapa inicial, mas sem ser efetivo nas finalizações à meta de Fábio.

No segundo tempo, o Cruzeiro começou em cima. Com menos de um minuto, Matheus Cavichioli salvou chute à queima-roupa de Arthur Caíke. Aos 3min, fez duas defesas consecutivas: rebateu cobrança de falta de Rafael Sobis e pegou a sobra de Arthur Caíke. No lance posterior, não foi capaz de segurar o cabeceio de Manoel, após escanteio de Filipe Machado na primeira trave: 2 a 0. Em grande fase, o zagueiro de 30 anos anotou o quarto tento em 14 jogos na Série B.

O América esboçou uma reação ao diminuir aos 15min, quando Daniel Borges, que entrou no lugar de Diego Ferreira pouco antes, cruzou na medida para cabeceio de Anderson: 2 a 1. A partir dali, o time alviverde intensificou a supremacia na posse de bola, mas esbarrou na retranca adversária. Já o Cruzeiro poderia ter “matado” o confronto aos 27min: Thiago recebeu assistência de Airton e, livre de marcação, isolou a bola. A chance desperdiçada não fez falta, pois o Coelho ficou no quase em chute de pé esquerdo de Ademir, aos 34min.

AMÉRICA 1X2 CRUZEIRO

Fonte: Super Esportes

Foto: Alexandre Guzanshe/EM D.A Press

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: