Capa da Página Em busca de investidores e negócios, presidente do Cruzeiro visita estrutura do Sharjah FC, dos Emirados Árabes Unidos - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 15º MIN 21º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

CRUZEIRO MG

Em busca de investidores e negócios, presidente do Cruzeiro visita estrutura do Sharjah FC, dos Emirados Árabes Unidos

28/10/2020 às 09:00h

Facebook

Em busca de negócios e investidores para o Cruzeiro, o presidente Sérgio Santos Rodrigues visitou nesta terça-feira a estrutura do Sharjah FC, dos Emirados Árabes Unidos. O encontro foi registrado nas redes sociais do clube do Oriente Médio, que em meados de outubro adquiriu o atacante Caio Rosa, de 19 anos, por cerca de R$ 3,3 milhões.

Em declaração reproduzida no Twitter do Sharjah FC, Sérgio Rodrigues expressou a sua felicidade por conhecer as dependências da agremiação emiradense. “Somos um grande clube no Brasil e estamos felizes por cooperar e fazer parceria com um clube do tamanho e estatura do Sharjah, no qual o futebol brasileiro é muito apreciado, seja em nível de jogadores ou treinadores”.

O mandatário celeste também mencionou a recente negociação fechada com o Sharjah. “Nosso jogador brasileiro, Caio Rosa, que recentemente se mudou para Sharjah, me comunicou que está muito feliz por estar aqui e pelo grande apoio que recebe de todos”.

Já ao site oficial do Cruzeiro, Sérgio ressaltou a retomada da credibilidade do Cruzeiro no exterior. “Nosso compromisso é mostrar que estamos tratando as coisas do Cruzeiro com seriedade, planejamento e profissionalismo. Estou aqui para aumentar a nossa rede de relacionamentos, prospectando projetos para o futuro. Tenho certeza de que será uma semana muito produtiva, que nos renderá bons frutos”.

O Cruzeiro corre atrás de recursos para abater a dívida que estava próxima de R$ 1 bilhão, segundo demonstrativo financeiro dos cinco primeiros meses de 2020. Uma das soluções analisadas é a transição para clube-empresa. Se isso ocorrer, há um investidor de Belo Horizonte disposto a aplicar R$ 500 milhões e se tornar sócio, conforme informado pelo jornalista Jaeci Carvalho em sua coluna no Superesportes/Estado de Minas.

O investimento de R$ 500 milhões seria intensificado em 2021, ano do centenário da instituição, independentemente de alcançar ou não o acesso à primeira divisão. Passadas 18 rodadas na Série B, o time celeste se encontra em situação complicada: 18º lugar, com apenas 17 pontos- 12 a menos que o atual quarto colocado, Juventude. O Departamento de Matemática da UFMG calcula a probabilidade de acesso em 1,1%.

Acordos

No último dia 23, o clube deu um passo importante para diminuir sua dívida ao celebrar acordo com a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional. O passivo de R$ 334,1 milhões foi reduzido para cerca de R$ 180 milhões - queda de 45% - e será pago em 145 meses (12 anos). No primeiro ano, a Raposa vai desembolsar R$ 350 mil mensais. Após o período, os valores serão progressivos.

Outra negociação pleiteada pelo Cruzeiro é com relação a dívidas trabalhistas. O Globoesporte informou que advogados celestes vão se reunir com o desembargador José Murilo de Morais, presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região (TRT-3), com o objetivo de solucionar as pendências.

Sérgio Rodrigues afirmou em live no início de setembro que o débito nessa natureza pode chegar a R$ 150 milhões. A ideia é parcelar os valores em prazo e condições viáveis ao fluxo de caixa do clube.

O Cruzeiro também se livrou do transfer ban da Fifa ao pagar cerca de 1,15 milhão de euros (R$ 7,8 milhões) ao Zorya FC, da Ucrânia, pela contratação do atacante Willian, em julho de 2014. Com isso, a diretoria pode novamente regularizar reforços no Boletim Informativo Diário da CBF e atender aos pedidos do técnico Luiz Felipe Scolari para a sequência da temporada.

Fonte: Super Esportes

Foto:  Divulgação/Sharjah FC

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: